O Estádio Nazionale PNF era um dos principais instrumentos da ditadura fascista de Benito Mussolini. O local era utilizado para eventos populistas do poder central. O maior deles, realizado no dia 10 de junho de 1934. Diante de 50 mil presentes nas arquibancadas (a maioria militantes do partido fascista, agraciados com os concorridos ingressos), o ditador foi saudado na final da primeira Copa do Mundo realizada em solo europeu, sob os gritos de “Duce”. O próprio árbitro, de decisões questionáveis durante o jogo, fez o gesto característico para exaltar Mussolini.

E a Azzurra realizou a vontade do regime, ao conquistar a Taça Jules Rimet. A Tchecoslováquia não era um adversário qualquer e abriu o placar com Puc e ainda acertou a trave duas vezes. Mas a Azzurra buscou a virada. Orsi empatou aos 36 do segundo tempo e, já na prorrogação, o gol do título veio de Schiavio. Taça nas mãos do goleiro Combi, o capitão responsável por erguê-la.

Em 1962, outro jogo marcante em 10 de junho. Em sua caminhada rumo ao bicampeonato, o Brasil cruzou com a Inglaterra, o único adversário que não havia vencido em 1958. Desta vez, no entanto, o Brasil tinha Garrincha. E o ponta direita tratou de decidir a partida. Dia de sorte para os brasileiros, que não se repetiu em 1978. Afinal, a vitória da Itália sobre a Argentina por 1 a 0 colocou a albiceleste no caminho da Seleção na segunda fase do Mundial. Um cruzamento que seria fatal ao time de Cláudio Coutinho.

Foi em 10 de junho de 1990 que a Alemanha iniciou sua campanha rumo ao tricampeonato mundial. A Iugoslávia tinha um time forte, mas acabou atropelada pelo Nationalelf. Pesaram a qualidade técnica de Mätthaus, Klinsmann e Völler, três dos craques comandados por Franz Beckenbauer. Por fim, em 2006, o dia 10 de junho marcou uma ótima partida: Argentina 2×1 Costa do Marfim. Em sua estreia em Copas, os marfinenses tiveram atuação bastante digna, mas nada suficiente para superar a equipe de José Pekerman.

1934: Itália 2×1 Tchecoslováquia

Decisão da Copa do Mundo
Estádio Nazionale PNF, em Roma (ITA)
Gols: Orsi e Schiavio (ITA); Puc (TCH)

1962: Brasil 3×1 Inglaterra

Quartas de final
Estádio Sausalito, em Viña del Mar (CHI)
Gols: Garrincha, duas vezes, e Vavá (BRA); Hitchens (ING)

1978: Argentina 0×1 Itália

Terceira rodada da fase de grupos
Estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires (ARG)
Gol: Bettega (ITA)

1990: Alemanha Ocidental 4×1 Iugoslávia

Primeira rodada da fase de grupos
Estádio San Siro, em Milão (ITA)
Gols: Matthäus, duas vezes, Klinsmann e Völler (ALE); Jozic (IUG)

2006: Argentina 2×1 Costa do Marfim

Primeira rodada da fase de grupos
Imtech Arena, em Hamburgo (ALE)
Gols: Crespo e Saviola (ARG); Drogba (CMA)