25 grandes momentos de 25 grandes jogadores da história da Premier League

O futebol é feito de grandes momentos. Aquele gol que deixa o torcedor sem ar. O que deixa o torcedor em êxtase, bravo, decepcionado, surpreso. E esses grandes momentos geralmente são produzidos por grandes jogadores. Em 25 anos de vida, a Premier League teve muitos dos dois. Para comemorar a data, selecionamos 25 grandes momentos de 25 grandes jogadores da era moderna da liga inglesa.

OBS: Não são os 25 melhores jogadores da história da Premirer League, nem os melhores momentos de cada um. É apenas uma lista de momentos de jogadores e, como em qualquer lista, haverá ausências.

Ryan Giggs

Quatro toques na bola foram necessários para Giggs desmantelar a defesa do Tottenham. Um pegou a bola, após o escorregão de Dean Austin; o segundo foi um rolinho em Jason Cundy; o terceiro foi o drible no goleiro; o quarto foi para botar a bola na rede. Detalhe: Giggs tinha 18 anos.

David Beckham

Foi neste momento, contra o Wimbledon em 1996, que todo mundo falou: “Esse tal de Beckham sabe bater na bola, né?”

Didier Drogba

Defendendo o título, pela segunda vez, o Chelsea chegou ao meio de dezembro a cinco pontos do Manchester United. Duelo difícil contra o Everton, empatado até os 41 minutos do segundo tempo, quando Drogba encheu o pé da intermediária e deu a vitória por 3 a 2 para o seu time.

Frank Lampard

O Chelsea não era campeão inglês há 50 anos, quando chegou o dia 30 de abril de 2005. A vitória por 2 a 0 sobre o Bolton garantiu o caneco e quem marcou os dois gols foi Frank Lampard, já no seu caminho para se tornar uma lenda do clube.

John Terry

Terry sofreu sob o comando de Rafa Benítez e parecia que sua passagem pelo Chelsea estava chegando ao fim. Mas José Mourinho lhe de outra chance, e o zagueiro não decepcionou: foi capitão e atuou todos os 90 minutos das 38 rodadas do título inglês de 2014/15. Na 34ª rodada, os Blues empatavam com o Leicester até os 34 minutos do segundo tempo, quando Terry fez o 2 a 1 – Ramires ampliou para 3 a 1, pouco depois. Vitória crucial que permitiu ao Chelsea ser campeão vencendo o Crystal Palace no fim de semana seguinte.

Steven Gerrard

Gerrard teve a falta de sorte de nunca ter vencido a Premier League, apesar de ter sido um dos melhores jogadores que atuaram nela. Em 2012, em um momento difícil do Liverpool, encarou o grande rival Everton e fez todos os gols da vitória por 3 a 0. Uma tripleta em um clássico: não é para muitos.

Alan Shearer

Se o maior artilheiro da história da Premier League considera este seu gol mais bonito pelo Newcastle, quem sou para discordar?

Sergio Agüero

Em inglês: Agueeroooooooooooo! Em português: Agüerooo, do milagre!

Michael Owen

O físico nunca permitiu que Michael Owen fosse tudo que poderia ser. Mas que grande jogador ele era! Mesmo nas fases finais da carreira. Em 2009, assinou com o Manchester United, que havia acabado de perder Cristiano Ronaldo e Tevez, e decidiu nada menos do que um dérbi contra o City, que começava a receber injeções de dinheiro – levou, por exemplo, Tevez. Entrou no segundo tempo e, aos 51 minutos do segundo tempo, marcou o gol da vitória do United naquele emocionante 4 a 3.

Peter Schmeichel

Ágil e com reflexos absurdos, parecia um goleiro de handebol, mas foi um dos melhores da história da Premier League. Abaixo, uma defesa contra o Liverpool, na temporada de estreia da liga moderna. Não foi chamada pela televisão de “defesa da década” à toa.

Thierry Henry

Quando um cara faz um gol desses com apenas dois toques na bola, é impossível ignorar. Uma simplicidade genial.

Wayne Rooney

Bom, decidir um dérbi deste jeito é algo extraordinário.

Sol Campbell

Campbell foi uma rocha na defesa do Arsenal, depois de sua polêmica saída do Tottenham para o maior rival. Em 2003/04, os Gunners foram campeões invictos da Premier League, com o zagueiro em campo em 35 das 38 partidas. Campbell, porém, fez apenas um gol naquela campanha: este aí contra o Aston Villa, ainda na terceira rodada.

Andy Cole

Este excelente finalizador fez uma grande parceria com Dwight Yorke no Manchester United. Era geralmente responsável pelo último toque. Mas neste golaço contra o Coventry, em 1999/2000, ele fez tudo.

Paul Scholes

O momento de Scholes tinha que ser um chutaço de fora da área, como este contra o Bradford.

Dennis Bergkamp

O gol mais lembrado de Bergkamp é aquele contra o Newcastle. Mas para fugir um pouco do óbvio, como diz nosso slogan, dá uma olhada nessa embaixadinha que ele fez dentro da área do Leicester.

Eric Cantona

Um gênio com um gênio difícil. A voadora que deu em um torcedor do Crystal Palace sempre fará parte da sua história na Inglaterra, mas seus golaços também. Como este espetacular contra o Sunderland: pegou a bola no meio-campo, arrancou, tabelou e encobriu. Fez tudo.

Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo virou uma máquina de fazer gols no Real Madrid. No Manchester United, era um jogador bem diferente. Tanto que so conseguiu anotar uma tripleta uma vez na Premier League: contra o Newcastle, em 2009.

Teddy Sheringham

O dinheiro da televisão foi essencial para a criação da Premier League, em 1992. E o primeiro jogo da nova liga a ser televisionado foi em 16 de agosto, entre o Nottingham Forest, de Brian Clough, e o Liverpool. E o primeiro gol da Premier a ser mostrado pela telinha foi de Teddy Sheringham, naquela vitória por 1 a 0.

Roy Keane

Keane não era um grande artilheiro: 51 gols em 480 partidas com a camisa do Manchester United. Mas, em seu primeiro jogo em Old Trafford vestindo vermelho, marcou logo dois na vitória por 3 a 0 sobre o Sheffield United.

Patrick Vieira

O Arsenal estava a quatro pontos do líder Manchester United, com um terço do campeonato para trás, e precisava vencer o confronto direto em casa para manter em boas condições a briga pelo título. E aí, Vieira descolou esse golaço da entrada da área.

Rio Ferdinand

O Manchester United ficou muito longe do líder Chelsea na Premier League de 2005/06, mas deu para comemorar uma vitória emocionante contra o rival Liverpool. Nos acréscimos, Rio Ferdinand invadiu a área e mandou para dentro das redes. Resultado: 1 a 0.

David Seaman

Vamos abrir uma exceção para Seaman: ele foi um dos melhores goleiros da Premier League, um símbolo do Arsenal de Wenger. Mas seu grande momento foi na semifinal da Copa da Inglaterra contra o Sheffield United. Olha isso aqui:

Yaya Touré

Touré comeu a bola nos dois títulos recentes do Manchester City, principalmente no de 2013/14. Nesta campanha, contra o Aston Villa, esta arrancada mostrou toda sua força e habilidade.

N’Golo Kanté

Kanté é o único jogador campeão pela Premier League duas vezes seguidas por clubes diferentes. E não só levantou o troféu, como foi importantíssimo nas duas campanhas. E só fez um gol em cada. Com a camisa do Chelsea, entrou na área driblando e tudo.

Especial Premier League 25 anos

A invasão estrangeira: Como foi a transformação da Premier League em um campeonato global

25 camisas marcantes dos 25 anos da Premier League

Relembre como foi a primeira temporada da nova era do Campeonato Inglês

Como o dinheiro da TV foi chave para a criação da nova liga