O presidente do Atlético de Madrid, Enrique Cerezo, enviou uma mensagem muito clara a quem pensar em aproveitar o momento ruim do clube para criticar o técnico Diego Simeone: melhor não fazê-lo. Em entrevista ao Marca, o dirigente depositou toda a sua confiança no argentino que recentemente conduziu os colchoneros a um título espanhol e a duas finais de Champions League, mas que está prestes a ser eliminado na fase de grupos da atual edição da competição europeia.

LEIA MAIS: Os 50 anos de Caminero, o herói do Atleti que teve sua magia eternizada por Almodóvar

Após somar apenas dois pontos em seus duelos contra o Qarabag, do Azerbaijão, o Atlético de Madrid está em terceiro lugar na chave, com três pontos, atrás de Chelsea (7) e Roma (8). Precisa de um milagre para passar às oitavas de final. No Campeonato Espanhol, embora invicto, empatou demais – cinco vezes – e dista oito pontos do líder Barcelona.

“Quero dizer isso muito claramente: Simeone é intocável no Atlético de Madrid”, afirmou. “Para os jogadores, para os diretores e para os torcedores. Não é permitido ter dúvidas sobre Cholo Simeone aqui”. Evidentemente insatisfeito com a campanha europeia do seu clube, Cerezo coloca a culpa na imprevisibilidade do futebol.

“Eu tenho dito que estamos jogando um jogo e jogos são como eles são. Às vezes você vence, às vezes você perde. Poderíamos ter feito quatro gols contra a Roma e tivemos 14.000 chances contra o Qarabag. Não é um problema específico do Atlético de Madrid que os jogadores podem ser mais ou menos clínicos nas finalizações, mas um problema de vários clubes de elite. Temos um time fantástico, um técnico maravilhoso e uma fenomenal torcida. Isso é o bastante para mim”.

Para passar às oitavas de final, o Atlético de Madrid precisa vencer Chelsea e Roma e torcer para que pelo menos um deles tropece contra o Qarabag. “Não será fácil, mas, se existe um time que pode acreditar em milagres, este time é o Atlético de Madrid”, encerrou.