Sven Bender teve uma atuação heroica contra o Napoli pela Liga dos Campeões. Primeiro, por atuar improvisado na defesa, diante da ‘epidemia’ de lesões entre os zagueiros do Borussia Dortmund. Depois, por seguir em campo durante boa parte do segundo tempo com o nariz quebrado, depois de sofreu uma pancada no rosto.

O fato é que o sacrifício de Bender teve um custo aos aurinegros. Afinal, o nariz do alemão não parava de sangrar, mesmo com vários algodões tentando estancar o sangue. Por conta da hemorragia, o jogador precisou trocar de camisa três vezes. E, em dado momento, nem mais os roupeiros davam conta do recado, em história curiosa revelada por Jürgen Klopp:

“Foi muito importante que Bender ficasse, por causa de sua atuação. Ele fez um grande jogo e teve que trocar de camisa diversas vezes. A última delas precisou ser retirada da loja oficial do clube”, revelou. A sorte de Bender é que o jogo foi no Signal Iduna Park. Se tivesse acontecido no San Paolo, provavelmente teria que usar a camisa de um companheiro fora da partida. Talvez a de Hummels ou a de Subotic, peças fundamentais e que não voltam tão cedo.