Enquanto o Milan vivia uma péssima primeira metade de temporada, quase todos os torcedores rossoneri esperavam ansiosos por janeiro, para que o japonês Keisuke Honda enfim se juntasse ao grupo e tentasse dar um jeito no perdido time. Sem criatividade e com uma zaga fraquíssima, o clube de Milão decepcionava rodada após rodada. O que ninguém esperava é que um marroquino vindo de um time da segunda divisão inglesa teria maior impacto imediato. Sem receber a 10 e sem gerar a mesma expectativa, Adel Taarabt chegou por empréstimo e precisou de poucos minutos e um chute para fazer seu primeiro gol. O tento não ajudou, e o time foi derrotado pelo Napoli, mas Taarabt seria importante para as duas vitórias seguintes dos comandados de Seedorf. Mais que o japonês quando esteve em campo.

Adel Taarabt é daqueles jovens que parece serem mais rodados que sua idade sugere. O jogador chegou ao Tottenham em 2007, com apenas 18 anos, e era cercado de esperanças. Mais de seis anos depois, não passou perto de causar o impacto esperado na Premier League. Não se fixou nos Spurs, e, no Queens Park Rangers, teve apenas uma temporada de destaque, quando o time assegurou a promoção à elite do futebol inglês, mas depois não manteve o bom nível. Passou a primeira metade da temporada 2013/14 no Fulham, e também não impressionou. Mas, no Milan, tem saído melhor que a encomenda em seus primeiros jogos.

Pela Serie A, o marroquino tem sido titular no time comandado por Seedorf desde sua estreia. Fez o que pode contra o Napoli, no San Paolo. Contra o Bologna, não foi às redes, mas deu bastante movimentação ao ataque do Milan, acertando boa parte de seus passes e também tentando ser mais incisivo com finalizações. Desta vez, contra a Sampdoria, foi um dos destaques. Além de marcar o gol que definiu a vitória por 2 a 0, foi mais uma vez muito bem na distribuição de passes, mexeu-se bastante pela ponta esquerda e arriscou seus próprios chutes.

Não pensem que Taarabt tem sido espetacular ou coisa do tipo. Ele apenas tem surpreendido porque, para um cara que não conseguiu espaço em um time da segunda divisão inglesa, e que passou várias temporadas na Premier League sem causar algum impacto, ele tem sido importante no Milan. É bom lembrar também que o jogador tem apenas 24 anos. Sabe que sua oportunidade no clube rossonero é a melhor que já teve na carreira. Emprestado até o final da temporada, se conseguir melhorar o rendimento da equipe, Taarabt poderá ganhar uma extensão de contrato com os italianos.

Já o Milan, tão inócuo ofensivamente no segundo semestre de 2013, não deixaria passar um atleta que aumente a qualidade ofensiva. E a tendência é de que o atleta possa, sim, manter as boas atuações, especialmente pelo fato de que, nas próximas rodadas, companheiros de maior qualidade que Riccardo Saponara, titular hoje, estejam disponíveis. Neste domingo, sem Mario Balotelli ou Kaká a seu lado, Taarabt conseguiu impôr à Samp sua primeira derrota em casa. Com a dupla, e Honda bem, é claro, quem sabe até onde ele pode chegar?