Depois da Premier League decidir fechar a janela de transferências antes do início do campeonato, Alemanha, França e Itália irão discutir o assunto nos próximos meses para decidirem se seguem o exemplo inglês. A iniciativa foi elogiada nos três países, além de outros como a Bélgica. Das cinco grandes ligas, apenas a Espanha não se mostra favorável a antecipar o fechamento da data de transferências.

LEIA TAMBÉM: Fechar a janela de transferências antes das outras ligas coloca a Premier League em risco

Segundo a revista Kicker, a maioria dos dirigentes dos clubes da Bundesliga é a favor de antecipar a janela de transferências e fechá-la mais cedo. “Do meu ponto de vista, seria uma vantagem elementar em antecipar o fim da janela de transferências”, afirmou Hans-Joachim Watzke, diretor-executivo do Borussia Dortmund. “O período de transferências é muito longo. Os torcedores querem saber em determinado ponto que time será levado a campo”, continuou.

Outros dirigentes de clubes alemães se manifestaram a favor, incluindo o diretor esportivo do Hamburgo, Jens Todt, que afirmou que seu clube está disposto a apoiar “qualquer medida que leve a um resultado assim na Alemanha”. O executivo esportivo do Hertha Berlim, Michael Preetz, foi um dos que se manifestou a favor da mudança, desde que seja algo “para todas as cinco grandes ligas concordarem e encontrar uma regra uniforme”. Os clubes da Bundesliga são, em geral, mais vendedores que compradores se comparados à Premier League e, por isso, a preocupação na Alemanha dos malefícios de fechar antes diante de outras ligas é maior.

O diretor esportivo do Wolfsburg, Olaf Rebbe, reiterou, porém, que será difícil definir uma data. “Isso é difícil porque há diferentes datas de início da temporada”, analisou. De fato, cada uma das grandes ligas tem uma data de início da temporada. A Ligue 1 foi a primeira a entrar em campo, no dia 4 de agosto. A Premier League veio logo depois, no dia 13. A Bundesliga começou no dia 18, mesma data de início de La Liga. Foi nesse fim de semana também que a Serie A italiana começou, mas no dia 19.

O executivo esportivo do Hannover 96 foi o único a se manifestar preocupado com a ideia. Para ele, uma janela que acabe mais cedo por “inflacionar os preços”, levando a uma desvantagem para os clubes “no fim da cadeira alimentar”, ou seja, os que têm menos dinheiro, que é o caso do clube dele.

França também favorável

Consultada pela agência de notícias AFP, a Ligue de Football Prefessionnel (LFP), que dirige a Ligue 1 da França, se disse favorável a seguir a iniciativa dos ingleses “em princípio”. A entidade informou que “a medida será colocada na agenda da reunião do Conselho Administrativo no fim do ano”.

Como já informamos por aqui, os clubes italianos já se mostraram favoráveis à medida. Na Bélgica, a medida também será analisada na reunião do Conselho Administrativo no dia 18 de setembro, embora o diretor Pierre François esteja cauteloso em relação à mudança. “O que é certo é que seria bom que todos tivessem a mesma data”, declarou. “Este não foi o caso e não será o caso depois disso. Ainda há dias extras em Israel, Suíça. Os mercados seguem abertos”, disse.  “Se adiantarmos a data de fechamento, significa que não serão possíveis novas chegadas, só saídas para países estrangeiros. Como não temos uniformidade em termos de datas, não irá parar todo o estresse nas primeiras semanas da temporada”, analisou.

Javier Tebas, presidente de La Liga, afirmou durante a Soccerex nesta semana que não era a favor da mudança. “Eu não acredito que será necessariamente benéfico aos clubes fechar a janela de transferências mais cedo”, disse o dirigente. Das principais ligas europeias, só a Espanha não teve manifestações favoráveis à medida, o que pode ser um problema para os demais, ainda mais tendo tubarões como Real Madrid e Barcelona como possíveis compradores com a janela fechada para todo o resto.

Será um debate que deve ganhar força nos próximos meses para uma uniformização das datas de fechamento da janela de transferências. Nesta janela, por exemplo, a Turquia só fechou o seu mercado nesta sexta-feira, dia 8 de setembro, uma semana depois do fechamento das principais ligas – o que levou os times turcos a conseguirem barganhas. Isso pode ser visto como uma vantagem para ligas como a turca.