A goleada em cima do Bayern de Munique devolveu o ânimo ao Milan. A classificação para as quartas-de-final da Liga dos Campeões foi motivo de elogios por parte de Carlo Ancelotti e uma motivação extra para o importante contra a Juventus no próximo fim de semana. Para a equipe alemã, a eliminação deixará o ambiente ainda mais tenso.

Para Carlo Ancelotti, finalmente o Milan teve um desempenho que o agradou. “Esperava há algum tempo uma apresentação como esta, na qual o time demonstrou grande aplicação e personalidade. A defesa jogou bem, com grande cobertura do meio-campo, no qual vi um Pirlo preciso, um Vogel lúcido, um Seedorf agressivo, enfim, tudo muito bem. Além disso, o ambiente criado no San Siro pela torcida nos ajudou bastante”, elogiou.

O treinador manteve a confiança na equipe na próxima fase. “Apesar do que aconteceu em Istambul, tenho certeza de que este grupo ainda possui muito para dar. Preferirei evitar um encontro com um outro time italiano nas quartas porque cria mais tensões. Seria melhor jogar contra uma equipe estrangeira”, analisou.

Felix Magath reclamou da atuação da arbitragem no San Siro. “Foi uma noite triste. Levar um gol no começo era exatamente aquilo que deveríamos evitar. Houve impedimento no lance e muitas outras decisões foram contra nós. Porém, um time forte deveria ser capaz de vencer mesmo quando a arbitragem não ajuda”, criticou.

O treinador lamentou ter sido eliminado da LC e, ainda por cima, com uma goleada. “Estávamos tão desapontados no vestiário que ninguém disse uma palavra. Tivemos nossas chances, mas estávamos muito nervosos. Quando você comete um erro contra o Milan, eles não o perdoam”, lamentou.

O Bayern agora se volta para as disputas domésticas, mas o desempenho do clube nas últimas partidas têm gerado muitas críticas da imprensa local. Na Bundesliga, a equipe perdeu pela primeira vez no Allianz Arena no último fim de semana para o Hamburg.