Palacio (esq.) é abraçado por Cambiasso: Inter dos veteranos (AP Photo/Antonio Calanni)

No aniversário de 106 anos, Inter se apoia em veteranos como Cambiasso para seguir sonhando

Esteban Cambiasso é um dos ídolos da torcida da Internazionale. É uma referência, aos 33 anos, e líder do elenco. É também um símbolo de uma Inter de veteranos e envelhecida, com média de idade de 28,7 anos, menor apenas que a da Juventus (29,3). No dia do aniversário de 115 anos do time, foi Cambiasso quem mais brilhou. Dono do meio-campo, foi quem fez mais desarmes no jogo e ainda teve participação direta no gol de Palacio, que deu o gol da vitória ao time por 1 a 0. Uma Inter fraca em relação àquela campeã europeia em 2010, com muitos veteranos como protagonistas e poucos jovens importantes para fazer a renovação.

Cambiasso começou a temporada atuando mais à frente, como uma espécie de meia. Foi recuado e atua como o volante que dá sustentação defensiva a Guarín e Hernanes, que chegam ao ataque como meias. Pelos lados, Nagatomo e Jonathan tentam dar força ofensiva, já que o time joga com três zagueiros. No ataque, Mauro Icardi foi a referência, com Rodrigo Palacio circulando, às vezes pelos lados, às vezes atrás do último atacante. Foi suficiente para controlar o adversário.

O Torino é nono colocado e faz campanha irregular, mas tem como destaques os atacantes Cerci e Immobile, ambos convocados para o último jogo da seleção italiana. Immobile marcou 13 gols até aqui, enquanto Cerci fez 11 – o artilheiro é Tevez, da Juventus, com 15. Palacio, da Inter, chegou a 12 com o gol deste domingo e o principal artilheiro da equipe de Milão. Aos 32 anos, é o principal atacante da Inter, que tem Milito quase sempre no banco e Icardi e Belfodil ainda muito verdes para assumirem uma posição de destaque.

Icardi é um atacante promissor de 21 anos, mas fez um jogo terrível. Apagado, não conseguiu dar opção ao time. A bola não chegou muito redonda para ele, é verdade, mas Palacio buscou o jogo, recuou até o meio-campo algumas vezes para tentar pegar mais na bola. Icardi teve pouca movimentação e poderia ter saído já no meio do segundo tempo. Milito, que era opção no banco, poderia trazer mais qualidade ao time, mesmo também sendo um centroavante de pouca movimentação atualmente.

Quem merece destaque é a dupla Guarín e Hernanes. Os dois se entendem bem e o brasileiro melhorou o time. Foi um dos que mais tocou na bola na Inter, tentou os chutes de longa distância habituais e foi um dos principais responsáveis pelo domínio do time no setor. A Inter teve 60% de posse de bola, em geral controlando o jogo com Hernanes, Cambiasso e Guarín no meio-campo e usando Palacio para conduzir a bola com velocidade no ataque. GUarín e Hernanes têm 28 anos e são os mais jovens entre os protagonistas.

A renovação na Inter ainda é muito discreta. O zagueiro brasileiro Juan é o mais jovem dos titulares habituais, com 22 anos. Saphir Taider, que entra com frequência, também tem 22. Mateo Kovacic, meia, tem 19 anos, mas justamente pela juventude, é quase sempre reserva. São os poucos jogadores jovens de um time que terá Nemanja Vidic na próxima temporada, mais um jogador veterano, de 32 anos. Faltam protagonistas que não estejam na casa dos 30 anos, o que é preocupante para um time que já tem sofrido com o envelhecimento de suas estrelas nos últimos quatro anos.

A vitória deixou a Inter com 44 pontos, um atrás da Fiorentina, quinta colocada. O time torce para uma vitória da Roma (2º colocada, 58 pontos) sobre o Napoli (3º, 52) para ainda ter alguma esperança de chegar à Liga dos Campeões. A Fiorentina, com 45, é a quarta colocada. Sonhar com Liga dos Campeões é possível, mas é improvável. É mais realista pensar em Liga Europa para a próxima temporada. Ao mesmo tempo, é preciso pensar em renovação com mais ênfase. Com Milito, Chivu, Samuel e Cambiasso ficando sem contrato ao final da temporada, é provável que seja necessária uma renovação à força. Destes, Cambiasso é quem mais tem chance de ficar, se aceitar uma redução salarial. No mais, a Inter precisará de bons jogadores mais jovens se quiser ver o time não depender tanto de veteranos.