A novela da transferência de Kylian Mbappé do Monaco para o Paris Saint-Germain deve estar perto de um fim. Nesta terça-feira o Monaco confirmou a contratação de Stevan Jovetic, atacante de 27 anos, que vem da Internazionale. O montenegrino assina contrato por quatro anos com o clube do principado e, ao que tudo indica, vestirá a camisa 10 designada a Mbappé nesta temporada, embora esta última informação não tenha sido confirmada pelo clube.

LEIA TAMBÉM: Borussia Dortmund substitui muito bem Dembélé com a contratação de Yarmolenko

Segundo o L’Equipe, o PSG vai contratar Mbappé por empréstimo com obrigação de compra no valor de € 180 milhões. Com isso, o clube de Paris dá um drible ano Fair Play Financeiro, já que a transferência seria concretizada apenas depois de 1º de julho de 2018, entrando na temporada 2018/19 no balanço. Com a saída iminente de um dos seus principais atacantes, o Monaco conseguiu a contratação de Jovetic por um preço baixo, ainda mais em um mercado inflacionado. Segundo o Football Italia, Jovetic custará € 13 milhões aos cofres do clube.

“Eu estou muito feliz por estar aqui”, afirmou Jovetic à Monaco TV. “O Monaco é um grande clube, que jogou a semifinal da Champions League e foi campeão francês na última temporada. Há grandes jogadores nesta equipe. Foi por isso que eu escolhid vir para cá’, afirmou ainda o atacante montenegrino.

“Estamos muito contentes em acolher Stevan Jovetic para o Monaco. Ele jogou nos maiores campeonatos e tem experiência no mais alto nível. Aos 27 anos, ele é um grande jogador, é maduro, e estamos confiantes que ele vai encontrar aqui todas as condições de expressar plenamente o seu talento”, afirmou o vice-presidente do Monaco, Vadim Vasilev.

Jovetic posa para fotos com a camisa 10 do Monaco, em imagens que vazaram na internet (Foto: reprodução)

Jovetic posa para fotos com a camisa 10 do Monaco, em imagens que vazaram na internet (Foto: reprodução)

Jovetic surgiu no Partizan em 2006 e, em 2008, se transferiu para a Fiorentina. Brilhou no clube viola e, em 2013, se transferiu para o Manchester City. No clube inglês, porém, o atacante nunca conseguiu se firmar e amargou muito tempo no banco de reservas. Foram três anos, até que voltou à Itália em 2015 para defender a Internazionale. No primeiro ano com empréstimo com obrigação de compra, antes de ficar em definitivo.

O início na Inter foi muito bom, mas com o time mal, Jovetic também perdeu o brilho e espaço no time. Passou a ficar no banco de reservas e, em janeiro de 2017, foi emprestado ao Sevilla. No clube rojiblanco, foi muito bem e despertou interesse do próprio clube espanhol em contratá-lo em definitivo. Sem acordo, ele voltou à Inter, pela qual fez a pré-temporada. Parecia que ficaria em Milão, mas o negócio do Monaco surgiu e ele abraçou a chance. Vai jogar no campeão francês e com chance de mostrar seu talento. Em um time ofensivo como o Monaco, que joga na Champions League, é uma ótima oportunidade.