Fernando Llorente passou dois anos na Juventus, sem causar grandes impressões. Teve uma boa temporada e outra pior antes de voltar à Espanha para defender o Sevilla, com um total de 27 gols em 90 partidas. Não foi o centroavante goleador que a Velha Senhora esperava, mas isso não o impede de sentir saudades dos tempos de Turim, sentimento que ele levará para campo, nesta terça-feira, pelas oitavas de final da Champions League.

LEIA MAIS: Quem melhorou e quem piorou entre o sorteio e o começo das oitavas de final da Champions

O atacante de 32 anos deve começar no banco de reservas, já que disputa posição com Harry Kane, mas afirmou que, se entrar em campo e fizer um gol, não irá comemorar em respeito ao que passou com a camisa da Juventus.

“Foram dois anos maravilhosos em que eu usei a camisa do maior time da Itália. Eu tenho a Juventus em meu coração, há tantas memórias que me ligam a cidade. Para os torcedores bianconeri, digo que estarei em outra camisa, mas amo vocês e não vejo a hora de vê-los. Não comemoraria um gol, em respeito. Quando ouço o nome da Juventus, ainda me arrepio. Será muito emocionante retornar”, disse à Premium Sport.

Llorente contou que chorou quando deixou a Juventus e contou que gostaria de retornar um dia. “É verdade o que David Trezeguet disse: ‘Apenas quando você deixa a Juventus você percebe o que tinha’. Eu sinto muita falta e adoraria voltar. É um clube especial porque, apesar de ser enorme, é como uma família. Há uma imagem boa da Juventus aqui (na Inglaterra) e eu a torno ainda melhor: sempre falo muito bem deles e lhes dou uma boa reputação”, acrescentou.

Depois da Juventus, Llorente passou pro Sevilla, Swansea e está no Tottenham como reserva oficial de Kane. Tem 25 partidas pelo clube, apenas oito desde o começo, sendo uma na Premier League e cinco nas copas inglesas, nas quais se usa equipes alternativas. Fez dois gols.