A crise do Sporting não entrou em campo, nesta quinta-feira, em Alvalade. Os portugueses, cujos jogadores estão em guerra declarada com o presidente Bruno de Carvalho, que chegou a suspender 19 jogadores por meio das redes sociais, fizeram uma grande partida contra o Atlético de Madrid. Obrigaram o adversário a suar para conseguir a vaga na semifinal da Liga Europa, com derrota por 1 a 0 em Portugal.

LEIA MAIS: Torres deixará Atlético ao fim da temporada: “Muito difícil dizer adeus pela segunda vez”

Jan Oblak foi o grande destaque dos colchoneros. Mais uma vez. No primeiro tempo, evitou o primeiro gol do Sporting, em cabeçada de Coates, com uma defesa excepcional. Fez seis intervenções ao longo dos 90 minutos, enquanto o ataque tentava se resolver para marcar o gol que garantiria a vaga entre os quatro primeiros da competição. Só não conseguiu parar a cabeçada de Fredy Montero, aos 28 minutos da primeira etapa.

 

Simeone teve problemas no setor ofensivo. Diego Costa machucou-se e Fernando Torres teve que entrar em campo, na semana em que anunciou que deixaria o Atlético de Madrid ao fim da temporada. E Griezmann estava em um mau dia. Teve duas chances claras de fechar a fatura no fim do segundo tempo. Parou em Rui Patrício na primeira e mandou a segunda para fora.

 

Apesar de uma eliminatória mais difícil do que se imaginava, contra um time em crise, o Atlético de Madrid passou às semifinais e tem chances reais de ficar com o título da Liga Europa. Ao lado de Red Bull Salzburg, Arsenal e Olympique Marseille, é o time com mais experiência em competições internacionais, com duas finais de Champions League recentes. Mas precisa levar isso a campo.