Pierre-Emerick Aubameyang renovou o seu contrato com o Borussia Dortmund até 2021, segundo informou o diretor esportivo do clube, Michael Zorc. A renovação é uma certa surpresa, depois de polêmicas que envolveram o atacante gabonês nos últimos meses. Cotado para se transferir já na última janela, tudo indicava que o seu tempo no clube aurinegro estava chegando ao fim. Isso pode não ter mudado muito. A diferença, provavelmente, é um valor maior que o Dortmund poderá pedir pelo seu artilheiro.

OFERTAS:
Livros com até 70% de desconto na Amazon, clique e confira!
Livros Cosac Naify com até 70% de desconto, clique e aproveite!

Um dos times que cogitaram a contratação do atacante foi o Milan, justamente onde ele passou ainda muito jovem, na base. “O contrato vai até 2021”, afirmou Zorc à Sky da Alemanha, no domingo. “Ainda há um longo tempo pela frente”, continuou o dirigente do Dortmund.

“Um dia ele certamente deixará o Borussia Dortmund, ele não irá encerrar a carreira aqui. Ele é um jogador extremamente importante para nós e continuamos a planejar com ele”, declarou ainda Zorc.

O próprio Aubameyang brincou com o fato, dizendo que não é novidade. “Deixe-me ouvir música! Melhor que ver jornais. Faz um pouco de tempo que renovei meu contrato, mas não é erro de vocês, vocês não sabem as coisas com frequência”, escreveu o atacante no Twitter.

Aos 28 anos, Aubameyang é nascido em Laval, na França, filho de pai gabonês e mãe francesa, de origem espanhola. Ele optou por defender o país do pai em nível internacional e, assim, se tornou a maior estrela do futebol do Gabão.

Sua trajetória para se transformar em uma estrela internacional foi longa. Ele passou pelas categorias de base do Milan e foi emprestado a diversos clubes, como Dijon, Lille, Monaco e Saint-Étienne. Este último clube comprou o jogador, que teve muito sucesso.

Em 2013, foi contratado pelo Borussia Dortmund e foi aos poucos se tornando um dos melhores jogadores do time. Antes um ponta, acabou se convertendo em um centroavante do mais alto nível depois que o companheiro de time Robert Lewandowski saiu para o Bayern de Munique.

Nenhum dos centroavantes contratados conseguiu estar à altura do anterior. Por isso, Aubameyang se tornou o principal e um goleador que disputa com o próprio Lewandowski a chuteira de ouro da Bundesliga.

Segundo o Bild publicou na manhã desta segunda-feira, o acordo com Aubameyang é que ele pode deixar o Dortmund se surgir uma proposta de € 60 milhões. Com seus atrasos a treinos, que fez com que ele fosse afastado, e sua vontade bastante clara de deixar o clube, a questão aqui parece mais ser valorizar o quanto o Dortmund pode receber por ele, com um contrato mais longo.

A renovação dá algum alívio ao torcedor do Dortmund, mas pode ser só uma garantia de valor a mais para o clube. Vai depender muito do próprio Aubameyang.