O jogo entre Peñarol e Defensor valia o primeiro lugar geral do ano, já que Peñarol e Defensor terminaram a disputa empatados em pontos. E o jogo caminhava para novo empate, até que os carboneros conseguiram um gol aos 48 minutos do segundo tempo. O gol de Cristian Cebolla Rodríguez deu a vitória ao Peñarol e, assim, a vantagem na semifinal – explicamos a fórmula do Campeonato Uruguaio aqui. Uma cena curiosa chamou a atenção: Alejandro Acevedo, assistente do treinador, foi tirar satisfação com a arbitragem e, pior de tudo, simulou ter sofrido uma agressão. Isso mesmo.

LEIA MAIS: A complicada fórmula que pode fazer Peñarol e Defensor jogarem quatro vezes para decidir Campeonato Uruguaio

Logo depois do gol que determinou o resultado, e a vantagem do Peñarol, que fica a uma vitória do título, Eduardo Acevedo, técnico do Defensor Sporting, e o seu auxiliar e irmão, Alejandro Acevedo, foram reclamação com a arbitragem. O quarto árbitro, Héctor Martínez, tentou acalmar os ânimos. Foi quando Alejandro simulou ter tomado uma cabeçada e caiu. Uma simulação das mais ridículas.

Curiosamente, Alejandro Acevedo já tinha sido expulso no jogo contra o próprio Peñarol, vencido pelos carboneros por 3 a 1, durante o Torneio Clausura. Ele entrou em campo para reclamar com o auxiliar.

A cena que aconteceu nesta quinta-feira é para lá de ridícula e, claro, se tornou viral na internet no Uruguai depois do jogo. Os dois times voltam a se enfrentar no domingo, quando o Peñarol terá a vantagem na semifinal. Se vencer, como já é o time com mais pontos na soma do Apertura e Clausura, será o campeão. Se o Defensor vencer o jogo de domingo, as duas equipes farão, aí sim, a decisão do torneio em dois jogos.