O zagueiro Aymeric Laporte foi apresentado no Manchester City nesta terça-feira, 30 de janeiro, a um dia do fim da janela de transferências. O zagueiro deixa o Athletic Bilbao pela multa rescisória e reforça as linhas defensivas dos Citizens. O defensor basco era muito desejado no mercado e é um reforço importante, que eleva o nível do setor do time de Pep Guardiola. E não foi barato: € 65 milhões.

LEIA TAMBÉM: 10 histórias para acompanhar na reta final da janela de transferências na Europa

Com 1,91 metro de altura, o zagueiro é canhoto e atua pelo centro da defesa. Foi promovido ao time principal do Athletic Bilbao em 2012, fez 222 jogos pelo clube basco, com 10 gols marcados. Nesta temporada, fez 30 jogos pelo Athletic, sendo 19 no Campeonato Espanhol, seis na Liga Europa, quatro nas preliminares da Liga Europa e um pela Copa do Rei. O jogador nasceu em Agen, região basca da França. Por isso, ele tem dupla nacionalidade: espanhol e francês. Joga pelas seleções de base da França e ainda espera jogar pela seleção principal.

“Estou muito feliz por estar aqui”, afirmou Laporte. “City é um clube com muita ambição e eles são um dos melhores times na Europa. Eu estou ansioso para trabalhar com Pep Guardiola e tentar ajudar o clube a atingir o sucesso. Isso significa muito mostrou fé em mim e estou empolgado para começar”.

“Nós analisamos as opções defensivas e ele é um dos jogadores que nós admiramos por um longo tempo”, disse Txiki Begiristain, diretor de futebol do Manchester City. “Com a sua habilidade de sair jogando, nós sentindo que Aymeric se encaixará perfeitamente com o estilo de jogo de Pep Guardiola”.

“Ele jogou desde muito jovem em La Liga no mais alto nível. Ele é forte no ar e rápido. Ele tem boa qualidade e nós estamos muito satisfeitos”, disse Pep Guardiola em coletiva de imprensa antes do jogo contra o West Bromwich Albion, pela Premier League. Laporte assinou contrato com os Citizens até junho de 2023 e vestirá a camisa 14 no clube de Manchester.

É a sexta contratação de Guardiola nesta temporada, contanto também a janela de transferências de verão, fechada em agosto. Laporte já foi alvo de muitas especulações, especialmente do Barcelona, mas o Athletic Bilbao, conhecido por dificultar as transferências dos seus jogadores, sempre resistiu. Tanto que o Manchester City só tirou o jogador do País Basco pagando a multa rescisória.

Com isso, Laporte se torna o segundo jogador mais caro da história do Manchester City, segundo o site TransferMarkt. O recordista continua sendo Kevin De Bruyne, contratado em 2015 por € 74 milhões. Entram ainda no top 10 o atacante Raheem Sterling, contratado por € 62,5 milhões em 2017; Benjamin Mendy que veio por € 57,5 milhões em 2017; John Stones por € 55,6 milhões; Kyle Walker, que chegou por € 51 milhões em 2017; Bernardo Silva, outro que chegou em 2017 por € 50 milhões; Leroy Sané por € 50 milhões em 2016; Nicolás Otamendi por € 44,6 milhões em 2015; e, por fim, Robinho, contratado por € 43 milhões em 2008, vindo do Real Madrid.