O Bahia precisava só empate no Barradão para ficar com o título baiano, mas conseguiu mais: vitória por 1 a 0 na casa do grande rival e título que quebra a hegemonia recente do Vitória. Élton marcou o gol que deu a vitória e a taça. E o cenário era duríssimo: o Barradão estava cheio, a torcida fez pressão e o time da casa pressionou muito, como se esperava. Brigou, tentou até o final, mas acabou mesmo sem conseguir o gol.

LEIA TAMBÉM: Com folha salarial baixa, Náutico quebra jejum com gols de Ortigoza e bom trabalho de Roberto Fernandes

Os 30 mil torcedores do Vitória tornaram o Barradão um inferno. O ambiente era muito favorável ao time da casa. O Bahia, porém, conseguiu ser melhor no conjunto dos dois jogos. Sai com duas vitórias, um título que não vinha desde 2015 e o seu 47º na história.

Importante, porque referenda o trabalho de Guto Ferreira, que teve problemas nos primeiros jogos, inclusive na Copa do Nordeste. Termina o estadual com a defesa menos vazada do torneio, com seis gols sofridos. O rival, Vitória, sofreu 15, além de ter também o melhor ataque, com 27 gols.

“Esse déficit de desempenho tinha explicação, mas as pessoas não queriam compreender, ter paciência. A gente foi dando tempo, o grupo foi assentando e, no final, está aí. Isso [vaias e cobranças] aconteceu em 2016, 2017, e vai acontecer de novo. Porque, antes de criticar, as pessoas precisam se embasar sobre o treinamento esportivo, acreditar mais nos que estão conseguindo resultado. Para mim, é muito tranquilo. Se, em algum momento, acontecesse a cisão do trabalho, com certeza, a gente ficaria chateado, mas são escolhas. Assim como eu, outras pessoas têm que tomar decisões. Eu também. Tem que ter convicção. Isso nos trouxe até aqui para levantar o título”, afirmou Guto Ferreira à rádio Metrópole.

O time montado por Guto Ferreira começou o ano derrapando, mudou de esquema tático, passando de um 4-1-4-1 para o 4-2-3-1, algo que o elenco está mais acostumado. No jogo deste domingo, o time teve Régis, Allione e Zé Rafael como meias atrás de Edigar Junio. O time é rápido e tem bons jogadores. O goleiro, Douglas, foi muito bem no jogo e é um destaque do time. Nino Paraíba é mais um que foi bem. O time tem bons jogadores e pode fazer uma boa campanha no Campeonato Brasileiro.

O Bahia conquista a taça e agora terá dois desafios na semana. Na quarta, o time estreia na Sul-Americana em jogo contra o Blooming, da Bolívia. No fim de semana, o Bahia estreia contra o Internacional, no domingo, às 16h.