Daniel Sturridge foi destaque do Liverpool (AP Photo/Jon Super)

[Balanço] Artilharia em alta na Europa, e não só dos atacantes

A missão de marcar gols é normalmente do centroavante, uma posição que tem essa especialidade (ou deveria ter). No fim de semana, a artilharia dos times passou por várias posições. Teve os centroavantes Sturridge, Ibrahimovic e Giroud, por exemplo, enchendo a barriga, mas também teve volante balançando a rede, meia marcando o seu, e, no fim das contas, o gol vale o mesmo. Então, vamos aos jogos que mais foram importantes no fim de semana:

O jogão

Liverpool 4×3 Swansea

Um jogo maluco, cheio de gols, falhas defensivas e emoção. Daniel Sturridge foi o destaque com dois gols pelo Liverpool, mas Jordan Henderson também merece consideração. Todo o time do Liverpool teve uma boa atuação e o Swansea também. Não é por acaso que dissemos que o Liverpool é o time mais divertido de se ver na Premier League. Bony fez dois pelo time galês, mas não foi suficiente. O Liverpool é o quarto colocado com 56 pontos em uma disputa acirrada no Campeonato Inglês. O Chelsea segue líder com 60, o Arsenal é segundo com 59, o Manchester City é terceiro com 57. São os times que brigam no momento por vaga na próxima Liga dos Campeões. Tottenham, com 50, e Manchester United, 45, ainda estão bem distantes.

O brasileiro

Luiz Gustavo
Wolfsburg 3×1 Bayer Leverkusen

O Wolfsburg vem em uma campanha de recuperação excelente na temporada e briga por vaga na Liga dos Campeões. Neste fim de semana, chegou à quarta vitória consecutiva com os 3 a 1 sobre o segundo colocado, Bayer Leverkusen. O melhor do jogo foi o volante Luiz Gustavo, que ainda marcou um dos gols do time, mesmo sendo volante. O jogador, de 26 anos, vive ótima fase e deve ser titular do Brasil na Copa do Mundo. E o Wolfsburg é o quinto colocado no Campeonato Alemão, com 39 pontos, dois a menos que o Schalke 04, quarto lugar.

A decepção

Real Sociedad 3×1 Barcelona

Messi marcou o seu pelo Barcelona, mas o time foi derrotado pela Real Sociedad (Foto: AP)

Messi marcou o seu pelo Barcelona, mas o time foi derrotado pela Real Sociedad (Foto: AP)

O resultado foi desastroso, especialmente porque uma derrota como essa não acontecia há três anos e meio. Pior também porque fez o time perder a liderança, que agora é do Real Madrid, já que o Atlético de Madrid também tropeçou. Pior do que tudo isso foi a atuação. Depois de comer a bola contra o Manchester City, o Barça foi absolutamente ridículo. A rotação no elenco feita por Tata Martino não foi boa para o time, mas o principal é que o time foi mal em campo. Messi, Neymar, Fàbregas e Iniesta não foram capazes de derrotar o time basco. Nem o poder de artilharia de Messi – que marcou o seu, é verdade – foi suficiente para salvar o Barcelona.

O artilheiro

Rooney
Crystal Palace 0×2 Manchester United

Wayne Rooney marcou um belo gol pelo Manchester United contra o Crystal Palace (AP Photo/Sang Tan)

Wayne Rooney marcou um belo gol pelo Manchester United contra o Crystal Palace (AP Photo/Sang Tan)

Wayne Rooney entrou em campo pela primeira vez depois do pomposo anúncio da sua renovação de contrato. E o camisa 10 tratou de responder em campo. Com um golaço de bate pronto, chegou aos 209 gols pelo clube. Com mais dois, ele iguala a marca de 211 de Jack Rowley e se tornar o terceiro maior artilheiro da história do clube. Denis Law, com 237, e Bobby Charlton, com 249, ainda são os maiores artilheiro. Cá entre nós, marcas que ele pode bater se mantiver a ótima média de gols dos últimos anos. Só nesta temporada, são 12 gols e 12 assistências. O United venceu por 2 a 0. O primeiro gol foi de Van Persie, de pênalti.

O cara

Ibrahimovic
Toulouse 2×4 Paris Saint-Germain

Um dos grandes artilheiros da temporada é a estrela do Paris Saint-Germain. Craque sueco fez três gols e segue com uma média absurda na temporada. São 32 gols em 31 jogos oficiais, com nove assistências.  No jogo contra o Toulouse, Ibra foram três gols, com direito a um deles em uma cavadinha que quase deu errado. Com tantos gols, a pergunta que fica a essa altura, com o título francês bem encaminhado, é: será Ibra capaz de levar o bom time do PSG ao título europeu?

A goleada

Arsenal 4×1 Sunderland

Giroud marcou dois contra o Sunderland e espantou os problemas que o atrapalhavam (AP Photo/Bogdan Maran)

Giroud marcou dois contra o Sunderland e espantou os problemas que o atrapalhavam (AP Photo/Bogdan Maran)

Depois de ver a sua vaga na Liga dos Campeões ir para o saco após perder em casa para o Bayern de Munique por 2 a 0, o Arsenal se recuperou no campeonato onde ele ainda tem chance efetiva, o Fishandchipsão, ou Premier League, como preferirem. Os 4 a 1 no Sunderland, finalista da Copa da Liga, teve ainda dois gols de Olivier Giroud, que se envolveu em uma polêmica de adultério e tudo mais. Em campo, que é o que importa, Giroud respondeu com dois gols que o fizeram chegar a 14 na temporada, sendo 12 no Inglês. A artilharia do francês anda boa. Se os problemas particulares não afetarem, será uma arma importante do time de Arsène Wenger em busca de algo mais do que a vaga na Liga dos Campeões.

O golaço

Calhanoglu
Hamburg 3×0 Borussia Dortmund

O sopapo que o Hamburg, em crise, deu no badalado Borussia Dortmund é motivo de festa na cidade do norte da Alemanha e o golaço marcado por Hakan Calhanoglu, alemão de nascimento, turco por ascendência. O meia bateu uma falta do meio da rua e surpreendeu todo mundo. Apesar da camisa 9 que veste, Calhanoglu é um meia ofensivo. Não importa. O golaço não tem posição.

A boa fase

Taraabt
Sampdoria 0×2 Milan

Adel Taarabt começou bem no Milan (Foto: AP)

Adel Taarabt começou bem no Milan (Foto: AP)

Adel Taraabt chegou ao Milan com um ar de desconfiança. Mas até aqui, tem se destacado pelas boas atuações e, nas duas últimas rodadas, por gols marcados. Em três jogos pelo novo clube, dois gols. Não está nada mau. Mesmo no jogo que o Milan perdeu para o Atlético de Madrid, pela Liga dos Campeões, o marroquino foi bem. Quem apostaria na sua veia goleadora, não é mesmo? O Milan é o 10º colocado, com 35 pontos, a 15 do Napoli, que é o primeiro time na zona de classificação à Liga dos Campeões. Para essa temporada, parece que já era. Mas ainda dá ao menos para fazer um papel digno.

O tropeço

Osasuna 3×0 Atlético de Madrid

Atlético de Madrid foi sapecado pelo Osasuna (Foto: AP)

Atlético de Madrid foi sapecado pelo Osasuna (Foto: AP)

Tudo bem, a gente sabe que acidentes acontecem e que o Atlético de Madrid não é um esquadrão como Barcelona ou Real Madrid. Ainda que levemos em conta que o estádio El Sadar é complicado para qualquer adversário, o Atlético não pode tomar 3 a 0. Muitas atuações ruins do time contribuíram, incluindo o goleiro Courtois, o lateral Juanfrana, o meia-atacante Adrián e o atacante David Villa. Nem o artilheiro Diego Costa foi capaz de impedir esse enorme tropeço. E na próxima semana tem o clássico com o Real Madrid