Bayern de Munique, Paris Saint-Germain e Roma são os últimos invictos das grandes ligas europeias. O grupo perdeu um integrante neste domingo, quando o Barcelona foi derrotado pelo Athletic Bilbao. E reforçou o equilíbrio em La Liga, em uma rodada na qual o Atlético de Madrid venceu mais uma e Gareth Bale desequilibrou a favor do Real Madrid. Quanto aos outros invictos, entretanto, só Bayern e PSG seguem na vida mansa de líderes isolados. A Roma empatou mais uma e viu a Juventus abrir distância na Serie A. Confira os destaques da rodada:

A surpresa

Athletic Bilbao 1×0 Barcelona

Depois de 15 rodadas, o melhor início de campeonato da história de La Liga foi interrompido. O Athletic Bilbao derrubou a invencibilidade do Barcelona com o triunfo por 1 a 0 no novo San Mamés, onde os bascos ainda não perderam. Uma vitória principalmente do jogo coletivo da equipe de Ernesto Valverde, que soube anular muito bem as forças blaugrana. Neymar mal apareceu em campo, enquanto Andrés Iniesta teve pouco espaço para agir. Em uma noite de intensidade e entrega dos leones, Iker Muniaín garantiu o placar positivo. Bom para o Atlético de Madrid, que igualou a pontuação do Barça no topo da tabela.

A goleada

Paris Saint-Germain 4×0 Lyon

France Soccer League One

Não foi a maior goleada do final de semana, mas foi a mais representativa. O placar no Parc des Princes ajuda a reforçar as disparidades na Ligue 1, em especial diante da ascensão do Paris Saint-Germain e da queda do Lyon, antiga força hegemônica. E foram justamente as estrelas milionárias do PSG que decidiram a peleja. Zlatan Ibrahimovic marcou duas vezes, incluindo um pênalti de cavadinha, enquanto Edinson Cavani deixou o dele e Thiago Silva completou o placar. Os parisienses permanecem isolados na ponta do Francesão, com quatro pontos de vantagem sobre o Lille, bem distantes dos Gones, na modesta décima colocação.

O jogão

Fenerbahçe 3×3 Besiktas

Um clássico como deve ser: com muita emoção. Nenhuma das duas torcidas saiu com a vitória, mas certamente ambas gostaram do que viram no Estádio Sükrü Saraçoglu. Em primeiro tempo bastante intenso, o Besiktas abriu o placar, o Fenerbahçe buscou a virada e, nos três minutos anteriores ao intervalo, Hugo Almeida refez o placar a favor dos visitantes. Já no segundo tempo, Dirk Kuyt tratou de deixar tudo igual, em um resultado para satisfazer os dois lados. Para melhorar ainda mais o nível da rivalidade, ainda ocorreram duas expulsões, uma para cada lado. Pelo menos o Fener teve o direito de rir por último, mantendo a liderança do Campeonato Turco, com seis pontos de vantagem para o segundo colocado.

A virada

Chelsea 3×1 Southampton

Com justiça, o Southampton é a sensação da Premier League na temporada. E os Saints estiveram próximos de aprontar em Stamford Bridge, onde José Mourinho segue invicto com o Chelsea pelo campeonato nacional. Bastaram poucos segundos para que Jay Rodríguez abrisse o placar, aproveitando uma bobeada imensa de Michael Essien. Porém, os Blues demonstraram seu poder de reação na segunda etapa e, com gols de Garry Cahill, John Terry e Demba Ba, alcançaram a virada. Um resultado bastante útil, já que garantiu a segunda colocação na tabela aos londrinos, quatro pontos atrás do Arsenal.

A decepção

Tottenham 2×2 Manchester United

Britain Soccer Premier League

Duas forças da Premier League, necessitando de uma recuperação imediata para buscarem o título. Era de se esperar um grande jogo em White Hart Lane, certo? Nem tanto. É verdade que os gols saíram, especialmente diante da draga que vive o ataque do Tottenham. No entanto, o confronto entre Spurs e Red Devils esteve longe de empolgar. Os londrinos estiveram em vantagem por duas vezes, deixando que Rooney igualasse em ambas as vezes. Ainda assim, nos 30 minutos finais, quando a partida pedia mais atitude, faltou poder de decisão aos dois times. Resultado: tanto United quando Tottenham aparecem em posições intermediárias na tabela do campeonato, em oitavo e nono.

A recuperação

Catania 1×3 Milan

Na última rodada da Serie A, o Milan precisou ser chacoalhado por seus torcedores. O empate em casa com o Genoa fez com que centenas de ultras fechassem as saídas do San Siro, impedindo a volta do time para casa. Surtiu efeito. Depois da excelente vitória sobre o Celtic na Liga dos Campeões, os rossoneri também demonstraram vontade de mudar a situação no Campeonato Italiano. A equipe de Massimiliano Allegri derrotou o Catania por 3 a 1, com atuações decisivas de Riccardo Montolivo e Kaká. Foi suficiente para encerrar a sequência de cinco rodadas em jejum, mas, em nono, o time precisa de muito mais para subir na tabela.

O cara

Gareth Bale

Spain Soccer La Liga

Para quem achava que o Real Madrid sentiria a ausência de Cristiano Ronaldo, Gareth Bale tratou de provar o contrário. Depois de um início errante com a camisa merengue, o galês segue em ascensão a cada rodada. Neste sábado, ele decidiu praticamente sozinho a goleada por 4 a 0 sobre o Valladolid, anotando três gols para a equipe e dando a assistência para Karim Benzema completar o placar. Aos poucos, o camisa 11 já começa a pagar os € 100 milhões pagos em sua contratação, se firmando como um dos protagonistas do elenco.

O brasileiro

Jonas

Em tempos de vacas magras no Valencia, Jonas precisa carregar o time nas costas algumas vezes. Como fez neste domingo, na vitória por 3 a 0 sobre o Osasuna. O atacante foi ovacionado pela torcida no Mestalla, ao anotar os três tentos e ajudar os Ches a se alavancarem um pouco na tabela, assumindo a terceira colocação. Os torcedores só esperam que o brasileiro siga na boa fase por mais um tempo, já que na próxima rodada o adversário do Valencia será o Atlético de Madrid.

O golaço

Arjen Robben

Franck Ribéry continua ausente do Bayern de Munique. E, embora o francês seja o grande destaque dos bávaros, não está fazendo muita falta. Afinal, Arjen Robben vem compensando demais. O atacante anotou os dois gols na vitória por 2 a 0 sobre o Eintracht Braunschweig, que manteve a caminhada brilhante de sua equipe na Bundesliga. E o destaque ficou para o segundo tento, com a assinatura do holandês. Dominou bonito, cortou para o meio e soltou o chute certeiro de canhota.

O salvador

Fernando Llorente

Rodada após rodada, Fernando Llorente se firma como um dos principais jogadores da Juventus na temporada. E a prova mais contundente disso aconteceu neste domingo, na partida contra a Udinese. Aos 46 minutos do segundo tempo, o espanhol anotou o gol que garantiu a vitória por 1 a 0 e aumentou a vantagem da Vecchia Signora na liderança para três pontos. Especialmente, por ter sido um gol de cabeça, jogada que o centroavante torna uma das forças dos bianconeri.

O reencontro

Aaron Ramsey

Dizer que Aaron Ramsey está jogando demais na temporada não é novidade nenhuma. Neste sábado, contudo, o meio-campista deu uma prova tremenda de maturidade. O galês reencontrou a torcida em Cardiff e, apesar das emoções, conduziu o Arsenal a mais uma vitória na Premier League. O artilheiro dos Gunners na temporada balançou as redes duas vezes e não comemorou em nenhum dos tentos, em respeito ao antigo clube. Já são 13 gols de Ramsey na temporada, mais do que o antigo ídolo Robin van Persie pelo Manchester United no período.