O fim de semana teve algumas emoções no Campeonato Inglês, com o Liverpool perdendo para o Chelsea e esquentando a briga pelo título – que agora está nas mãos do Manchester City. Na Alemanha, o Bayern venceu, mas decepcionou o seu técnico. Na Espanha, os três ponteiros venceram e a briga pela taça segue acirrada. E teve até título sendo comemorado. Confira aí:

A goleada

Real Madrid 4×0 Osasuna

Cristiano Ronaldo, do Real Madrid (AP Photo/Andres Kudacki)

Cristiano Ronaldo, do Real Madrid (AP Photo/Andres Kudacki)

Com grande atuação de Di María e Cristiano Ronaldo, o Real Madrid se manteve em forma afiada para o jogo da próxima terça-feira contra o Bayern de Munique. O português marcou duas vezes, aos seis minutos do primeiro tempo e aos oito do segundo. Sergio Ramos e Daniel Carvajal marcaram os outros dois gols. Ronaldo chutou três vezes a gol, marcou dois. Di María fez dois passes para gols. Veja os golaços de Cristiano Ronaldo.

A surpresa

Southampton 2×0 Everton

O Everton tem sido um dos melhores times do Campeonato Inglês, mas o Southampton também tem feito bom campeonato. E graças a dois gols contra, de Alcáraz e Coleman, os Saints venceram e impediram que os azuis de Liverpool terminassem a rodada à frente do Arsenal. O Everton é quinto colocado com 69 pontos em 36 jogos, um ponto atrás do Arsenal, que tem 70, mas um jogo a fazer nesta segunda. O Southampton é o oitavo, com 52 pontos.

A estreia

Manchester United 4×0 Norwich

 

Giggs em seu primeiro jogo como técnico interino no Manchester United (AP Photo/Jon Super)

Giggs em seu primeiro jogo como técnico interino no Manchester United (AP Photo/Jon Super)

A estreia do lendário Ryan Giggs como técnico do Manchester United foi muito bem, obrigado. A goleada por 4 a 0 foi um belo começo. O esquema escolhido pelo treinador foi uma espécie de emulação do Manchester de 1999, com um 4-4-2 clássico. Valencia foi o ponta pela direita, Kagawa pela esquerda, Cleverley e Carrick fizeram o centro. Na frente, Welbeck e Rooney. Na movimentação, porém, o desenho fica só na teoria. Wayne Rooney foi fundamental com dois gols marcados, o primeiro deles de pênalti. Juan Mata, que entrou no segundo tempo, marcou outros dois. O professor Giggs deve ter ficado satisfeito. Vale destacar a atuação de Nemanja Vidic, considerado o melhor em campo, além de Patrice Evra, outro que foi muito bem.

O campeão

Heracles 1×1 Ajax

Ajax comemora seu inédito tetracampeonato da Eredivisie (AP Photo/Vincent Jannink)

Ajax comemora seu inédito tetracampeonato da Eredivisie (AP Photo/Vincent Jannink)

O empate garantiu o título do Ajax no Campeonato Holandês, o quarto consecutivo – uma façanha que não foi conquistada nem pelos maiores esquadrões do clube. Com 70 pontos, o time ficou a quatro do rival Feyenoord, a uma rodada do final da Eredivisie. Além do título, o time vai para a fase de grupos da Liga dos Campeões. Já o Feyenoord, segundo colocado, está garantido na fase preliminar da competição. Twente, com 62 pontos, vai para a Liga Europa e o PSV, com 56, precisa de uma vitória para garantir a vaga.

O craque

Raul García
Valencia 0×1 Atlético de Madrid

Mais um jogo, mais uma vitória do Atlético de Simeone. Desta vez, gol de Raúl García, de cabeça, a sua especialidade. Vale destacar que Courtois foi fundamental para mais essa vitória. O gol aos 43 minutos do primeiro tempo deu aos Colchoneros a possibilidade de serem campeões daqui duas rodadas. Se vencer o Levante fora de casa na próxima partida, terá que vencer o Málaga na 37ª rodada para garantir a taça. O Barcelona está a quatro pontos e ficaria sem possibilidades de taça se o Atlético vencer as duas partidas.

A virada

Villarreal 2×3 Barcelona

 

Barcelona estava de luto, mas conseguiu uma vitória importante (AP Photo/Alberto Saiz)

Barcelona estava de luto, mas conseguiu uma vitória importante (AP Photo/Alberto Saiz)

Ainda de luto pela triste morte de Tito Vilanova, o Barcelona entrou em campo e teve muita dificuldade. Tomou 1 a 0 aos 45 minutos do primeiro tempo, e depois tomou 2 a 0 aos 10 minutos da segunda etapa. Ficou complicado, mas Daniel Alves conseguiu ir bem, não só por ter reagido bem a um ato estúpido de racismo, mas por ter participado bem de dois gols, de Gabriel Paulista, contra, e Mateo Musacchio, também contra, aos 20 e aos 33. Aos 38, Lionel Messi marcou o seu 27º gol na liga espanhola e virou o jogo para o Barcelona, que se mantém na briga.

A decepção

Bayern de Munique 5×2 Werder Bremen

Bayern de Munique não conseguiu impressionar seu técnico (AP Photo/Matthias Schrader)

Bayern de Munique não conseguiu impressionar seu técnico (AP Photo/Matthias Schrader)

Pode parecer estranho, mas Pep Guardiola ficou decepcionado com o desempenho do time na goleada sobre o Werder Bremen. Isso porque o time ficou com exposição a contra-ataques que o técnico sentiu ser um problema grave, ainda mais contra o time que tem o melhor contra-ataque do mundo.

Depois de resultados ruins nos últimos jogos, o Bayern voltou a vencer, e de goleada. Claudio Pizarro marcou duas vezes e ajudou o time bávaro a construir um confortável 5 a 2, de virada. Franck Ribéry, Bastian Schweinsteiger e Arjen Robben completaram o placar. Na terça-feira será dia de jogar novamente na Allianz Arena, desta vez contra o Real Madrid pela Liga dos Campeões. E o futebol terá que ser ainda melhor.

O golaço

Yayá Touré
Crystal Palace 0×2 Manchester City

Yayá Touré, do Manchester City (AP Photo/Kirsty Wigglesworth)

Yayá Touré, do Manchester City (AP Photo/Kirsty Wigglesworth)

Não é nenhuma novidade ver um golaço de Yayá Touré. Desta vez, ele marcou o segundo gol do time, em um belo chute de chapa, de perna esquerda, no ângulo. Um belíssimo gol que coloca o Manchester City na rota do título. Como é óbvio, o marfinense faz diferença.


O artilheiro

Connor Wickham
Sunderland 4×0 Cardiff City

Desde que voltou ao Sunderland, depois de um empréstimo ao Leeds, o atacante tem sido uma peça fundamental. Em sete jogos, cinco gols, sendo dois deles contra o Manchester City, no empate por 2 a 2 com os azuis de Manchester, e um contra o Chelsea. Jogador das seleções de base inglesas, o atacante ganhou seu espaço em um time que contratou muitos atacantes na temporada, como Fabio Borini, Jozy Altidore, Ignacio Scocco e que já tinha Steven Fletcher. É o garoto que tem se destacado no setor.

A retranca

Liverpool 0×2 Chelsea

Gerrard (centro) vê Demba Ba marcar o gol do Chelsea: decepção do capitão (AP Photo/Jon Super)

Gerrard (centro) vê Demba Ba marcar o gol do Chelsea: decepção do capitão (AP Photo/Jon Super)

A grande expectativa do fim de semana era o confronto entre Liverpool e Chelsea. Os azuis, sob o comando de José Mourinho, fizeram uma atuação defensiva, jogando no erro do adversário e sem cometer erros. Os Reds só tinham perdido um jogo em casa, para o Southampton, no primeiro turno. Sem Sturridge, os vermelhos chutaram 26 vezes a gol, acertaram só oito. O Chelsea controlou o Liverpool na marra e na mente.

Os 73% de posse de bola foram inúteis, porque o time pouco conseguiu ameaçar. O Chelsea, por sua vez, fez 11 chutes, acertou quatro no alvo. Dois deles entraram. Um porque Gerrard escorregou e deu o gol a Demba Ba. No segundo, um contra-ataque depois de um erro de Sturridge.

Agora a situação fica bem complicada. Ainda líder com 80 pontos, o time tem dois de vantagem sobre o Chelsea e três sobre o Manchester City, mas este segundo segue com um jogo a menos. Isso significa que se vencer esse jogo a menos, os dois empatam em pontos e o critério de desempate é saldo de gols. O time azul de Manchester tem 58 gols de saldo, enquanto o Liverpool tem 50. Tirar oito gols de saldo em dois jogos parece improvável. Então, ao Liverpool restará vencer seus próximos dois jogos, Crystal Palace e Newcastle, e torcer para o City tropeçar em um dos seus adversários, Everton (fora), Aston Villa (casa) e West Ham (casa).