Morocco Soccer Club World Cup

[Balanço] Os novos donos do mundo e os outros que deixam boa impressão

O ano no futebol internacional praticamente acabou. Tirando a Premier League, todas as outras grandes ligas do mundo entraram em recesso neste final de semana. E muitos trataram de deixar boas impressões, como o trio de ferro espanhol, o Liverpool e a Juventus. Obviamente, também teve o último grande campeão do ano: o Bayern de Munique, que cumpriu seu favoritismo no Mundial de Clubes. Confira os destaques da rodada:

O jogão

Paris Saint-Germain 2×2 Lille

Bom jogo é aquele que tem um pouco de tudo. Muitos gols, chances para os dois lados, ânimos acirrados, vontade dos jogadores. E, com todos esses elementos, dá para dizer que o confronto do Parc des Princes foi completo. O Paris Saint-Germain pressionou bastante, mas o Lille mostrou que não tem uma das melhores defesas da Europa à toa. Ibrahimovic fez um golaço de falta, mas também levou safanão de Rio Mavuba. O capitão do Lille, que liderou a virada ao lado de Salomon Kalou. Mas, no fim, Thiago Silva fez justiça e buscou o empate por 2 a 2. Um grande confronto que justifica a posição dos times na Ligue 1: o PSG lidera, quatro pontos à frente do Lille, terceiro colocado.

O clássico

Internazionale 1×0 Milan

Italy Soccer Serie A

Não foi o Dérbi de Milão mais estrelado dos últimos tempos, mas foi um bom jogo. Cada lado teve sua chance de vencer. No entanto, outra vez a balança pesou contra os rossoneri. O Milan desperdiçou chances demais no primeiro tempo. E, no segundo, Christian Abbiati não suportou a pressão da Inter. O gol da vitória saiu a quatro minutos do fim do tempo regulamentar, em um toque de letra de Rodrigo Palacio. Um triunfo importante para recuperar a Inter da sequência ruim que vivia e para afundar um pouco mais o Milan, apenas o 13º na tabela. Mesmo sob os olhares de Felipão, que esteve no San Siro, Kaká não foi bem e perdeu uma boa chance para tentar mostrar suas credenciais para a Copa do Mundo.

O melhor do mundo

Bayern de Munique 2×0 Raja Casablanca

Um ano, cinco títulos: 2013 entra para a história do Bayern de Munique. O esquadrão de Pep Guardiola cumpriu o protocolo e conquistou o Mundial de Clubes com tranquilidade. Por mais que o Raja Casablanca tenha se esforçado, os bávaros mantiveram a decisão sob o seu controle o tempo todo. Os gols de Dante e Thiago Alcântara, ainda no primeiro tempo, bastaram para que os europeus festejassem – ainda que não tão efusivamente. O título serve principalmente pelo simbolismo de conquistar o mundo, já que não havia muitas dúvidas de que o Bayern era o melhor time do mundo depois da campanha arrasadora na Champions.

O mais forte

The Strongest 1×0 Real Potosí

Desculpem o trocadilho, mas não dá para ignorar a hegemonia do Strongest no Campeonato Boliviano. Os aurinegros contaram com um final de campanha sensacional para ficar com a taça. A equipe de La Paz fez sua parte ao bater o Real Potosí e emendar a sexta vitória. Ao mesmo tempo, contou com um tropeço do rival Bolívar, que liderava até então e acabou dois pontos atrás. É o 11º título nacional do Tigre, o quarto nos últimos cinco campeonatos disputados. O Strongest está no Grupo 1 da Libertadores 2014, ao lado de Vélez, Universitário e do vencedor do confronto entre Atlético Paranaense e Sporting Cristal.

A virada

Getafe 2×5 Barcelona

Spain Soccer La Liga

O Barcelona não tinha Messi e nem Neymar, mas tinha Pedro. O atacante chamou a responsabilidade ao ver o Getafe abrir dois gols de vantagem em apenas 15 minutos. Balançou as redes três vezes para virar o placar já no primeiro tempo. E, no segundo, ajudou a fazer a goleada, dando uma assistência para Fàbregas e sofrendo um pênalti convertido pelo mesmo companheiro. Tata Martino respirou aliviado, com a garantia da coliderança de La Liga ao término do ano, empatado em pontos com o Atlético de Madrid.

A decepção

Borussia Dortmund 1×2 Hertha Berlim

A torcida do Borussia Dortmund fez um lindo mosaico na despedida do ano, comemorando também os 104 anos do clube. E a festa aumentou ainda mais quando Marco Reus abriu o placar. Porém, parece que a muralha amarela já não intimida mais tanto os adversários. Contando com a colaboração da desfalcada defesa dos aurinegros, o Hertha buscou a virada ainda no primeiro tempo, com Adrián Ramos e Sami Allagui. São três derrotas consecutivas em casa, o que não acontecia desde 2000, e que custou o terceiro lugar do Dortmund após o Borussia Mönchengladbach conquistar um ponto no empate contra o Wolfsburg.

A goleada

Verona 4×1 Lazio

Já se foi quase um turno da Serie A e o Verona segue firme em sua impressionante campanha no retorno à elite. Os auriazuis estão na sexta colocação, a dois pontos da zona de classificação da Liga Europa. E deram show neste domingo, ao atropelarem a Lazio. Luca Toni foi quem mais se destacou, ao balançar as redes duas vezes e dar um passe para gol, mas o brasileiro Jorginho também destoou, servindo o centroavante duas vezes. A goleada deve custar o emprego do técnico Vladimir Petkovic, em décimo com os celestes.

O craque

Luis Suárez

Luis Suárez comemora gol em Anfield (Foto: divulgação/LFC)

Na sexta-feira, a renovação do contrato de Luis Suárez por mais quatro anos e meio. No sábado, o show do atacante. Foram dois belos gols e uma assistência (quando também poderia ter marcado) para definir a vitória por 3 a 1 sobre o Cardiff City e deixar o Liverpool na ponta da tabela, pelo menos provisoriamente. E os Reds ainda lamentam a suspensão do craque nas cinco primeiras rodadas. Se em apenas 12 jogos, o camisa 7 já participou diretamente de 27 gols do time, o que mais não poderia ter feito antes?

O brasileiro

Diego Costa

Se Luis Suárez chegou aos 19 gols na Premier League, Diego Costa repetiu a marca a disputa a Chuteira de Ouro cabeça a cabeça com o uruguaio. O atacante, porém, teve muito mais trabalho para decidir a peleja a favor do Atlético de Madrid. Os colchoneros bateram o Levante por 3 a 2, depois de os visitantes saírem em vantagem no Vicente Calderón. Diego marcou duas vezes, inclusive o gol da vitória. O suficiente para que Diego Simeone o colocasse como futuro candidato à Bola de Ouro.

O talismã

Jesé Rodríguez

Por mais que o Valencia esteja em fase ruim, ele costuma ser adversário duro ao Real Madrid. Talvez fruto de um passado não muito distante, quando os dois times fizeram até final de Liga dos Campeões. Neste domingo, os merengues penaram para comemorar os três pontos no Mestalla. Ángel Di María e Cristiano Ronaldo deixaram o Real em vantagem duas vezes, mas Pablo Piatti e Jérémy Mathieu igualaram as duas. Os 3 a 2 no placar só foram definidos aos 37 do segundo tempo, pelo prodígio Jesé Rodríguez, que marca seu segundo gol por La Liga – o primeiro foi justo no clássico contra o Barcelona. O time de Carlo Ancelotti segue em terceiro, cinco pontos atrás dos líderes.

O estrante

Jairo Riedewald

80366

O Ajax fechou o primeiro turno do Campeonato Holandês como campeão de inverno. Um feito só possível com o tropeço do Vitesse, que permitiu que o time de Amsterdã ficasse à frente no saldo de gols. Mas também com grande contribuição do novato Jairo Riedewald. O volante de 17 anos fazia sua estreia no time, entrando aos 35 do segundo tempo. Em pouco mais de dez minutos em campo, resolveu os problemas do Ajax contra o Roda JC, marcando dois gols para decretar a virada por 2 a 1. Já virou xodó da torcida.

A redenção

Emmanuel Adebayor

Muita gente nem lembrava que Adebayor estava no Tottenham. André Vilas-Boas tinha tentado trocar o centroavante até em Fernando Torres, mas não conseguiu. E foi só o técnico sair para o togolês mostrar seu valor. Foram dele dois gols na vitória por 3 a 2 sobre o Southampton fora de casa. Um respiro necessário aos Spurs, depois das goleadas acachapantes contra Liverpool e Manchester City. É bom que os londrinos se acostumem de novo com o camisa 10. Ele está de volta e com vontade de jogar.

O golaço

Hisato Sato

Não é de hoje que Hisato Sato chama a atenção com a camisa do Sanfrecce Hiroshima. O atacante é o craque do atual bicampeão japonês e foi um dos destaques do Mundial de Clubes de 2012. Mas, neste final de semana, o japonês abusou. Sato aplicou um lindo chapéu no marcador e, na queda da bola, fuzilou para as redes. Foi o gol de sua equipe no empate contra o Ventforet Kofu. Com a vitória nos pênaltis, o Sanfrecce avançou as semifinais da Copa do Imperador.

A defesa

Fernando Muslera

Não são poucos os lances em que Muslera não se mostra um goleiro confiável. Bolas espalmadas sem necessidade, saídas do gol ruins, frangos vez ou outra. Mas o goleiro também é capaz de fazer milagres. Como neste domingo, contra o Trabzonspor. O uruguaio espalmou uma cabeçada à queima-roupa, ao melhor estilo Gordon Banks. Lance fundamental para a vitória por 2 a 1 do time de Istambul, terceiro colocado no Campeonato Turco.

A lambança

Gervinho

Por mais que a torcida da Roma desconfiasse, Gervinho vem fazendo uma grande temporada de estreia na capital italiana. Neste domingo, porém, ele resolveu dar uma engrossada. Com o gol aberto, perdeu uma chance 9.9 na Escala Deivid. Sorte que nem fez falta. Os giallorossi enfiaram 4 a 0 no Catania, com um gol do marfinense e também uma boa ajuda do goleiro Alberto Frison. Não surpreende que o Catania seja lanterna da Serie A.