A Alemanha ainda sente os efeitos da goleada por 4 a 1 sofrida para a Itália em 1º de março. Para Michael Ballack, a derrota deixa a equipe sob pressão para o amistoso desta quarta contra os Estados Unidos, em Dortmund. Apesar disso, o jogador não acredita que isso seja algo ruim.

“Este é um jogo que precisamos vencer. A pressão aumentou, o que não acho ser uma coisa ruim”, disse o meia, em uma entrevista coletiva. Além disso, Ballack acrescentou que as críticas recentes ao time “foram justificáveis”.

Oliver Kahn afirmou que um triunfo sobre os EUA servirá para amenizar o clima ruim criado em torno da seleção. “Isso não quer dizer que devemos atropelar os Estados Unidos, mas precisamos recuperar o crédito perdido. Esta é a prioridade absoluta”, afirmou o goleiro.

*foto: divulgação