No Estádio Santiago Bernabéu, o Barcelona deu um baile no Real Madrid. Ronaldinho Gaúcho, autor de dois gols, foi o principal nome da vitória por 3 a 0 dos catalães, que poderiam ter vencido por uma margem ainda maior.

O Barcelona trouxe duas surpresas em sua escalação: em vez de Thiago Motta, o técnico Frank Rijkaard escalou Edmílson; no lugar de Giuly, começou o jogo com Messi. A aposta do técnico no jovem foi mais que acertada – Messi movimentou-se bem, criou oportunidades e deu o passe para o gol do Barcelona. O argentino levou a melhor no duelo das jovens sensações, já que o brasileiro Robinho, nervoso, teve uma partida apagada.

No primeiro tempo de jogo, só deu Barcelona. O número de chutes a gol mostra o que foram os 45 minutos iniciais: 5 a 0 para o Barça. Os catalães abriram o placar aos 14 minutos. Messi passou para Eto´o, que num só toque dominou a bola e tirou do lance dois zagueiros do Real; em seguida, com a ponta da chuteira, o camaronês tocou a bola para as redes.

Embora tenha mostrado força de vontade, o Real Madrid não conseguia criar boas chances de gol. Já o Barcelona, quando chegava à meta adversária, assustava. Aos 31 minutos, Messi aproveitou uma falha na saída de bola Merengue e forçou ma boa defesa de Casillas. Sete minutos depois, Ronaldinho fez um ótimo lance, mas demorou para chutar, permitindo a defesa do goleiro. Aos 44, foi a vez de Eto´o forçar Casillas a salvar o Real.

No segundo tempo, a história pouco se modificou. Aos 8 minutos, Roberto Carlos fez um pênalti infantil em Eto´o, mas, para sorte do brasileiro, o árbitro não viu a infração. A essa altura, o Real Madrid já era vaiado pela própria torcida madridista.

O Barcelona marcou seu segundo gol aos 18 minutos. Ronaldinho entrou na área sozinho, driblou Helguera e chutou para o gol, sem chances para Casillas. Aos 32, novo gol do Barça, em jogada individual do brasileiro. Dessa vez, Ronaldinho ganhou de Sergio Ramos na corrida e tocou cruzado, com precisão, para fazer 3 a 0. O gol arrancou aplausos até dos torcedores do Real Madrid.

Entre os dois gols do brasileiro, o Real Madrid teve sua única boa chance de marcar. Após boa troca de passes, Salgado recebeu na área adversária, chutou, mas Valdés, bem posicionado, não teve maiores problemas para fazer a defesa.

Com a vantagem de três gols do Barcelona, a partida perdeu intensidade nos minutos finais, que viram poucas oportunidades. Com a vitória, os catalães assumem a liderança do Campeonato Espanhol, ao lado do Osasuna. Já o Real Madrid pode cair para a quarta posição, dependendo do resultado do Celta com o Atlético de Madrid.