No segundo confronto entre as cidades de Madri e Barcelona, vitória para a capital. O Atlético derrotou o Barcelona por 2 a 1, mesmo com um a menos durante 24 minutos. Os catalães saíram na frente, mas sofreram a virada.

O Barça começou com tudo. Ronaldinho faz uma tabelinha com Eto’o e chuta por cima. Aos 4, o camaronês recebeu cruzamento na medida de Giuly e completou para as redes. Parecia que viria uma goleada em pleno Vicente Calderón.

Os visitantes seguiam com seu domínio. O Atlético passou a ameaçar de forma tímida. Após assistência de Petrov, Fernando Torres empatou de cabeça aos 16. Eto’o tenta devolver a vantagem aos catalães. Apesar de sua intensa movimentação, suas tentativas passam perto.

Nem bem a segunda etapa começou e os Colchoneros viraram o marcador. Após cobrança de escanteio, aos 2, a zaga catalã afastou. A bola ficou nos pés de Velasco, que levantou para a conclusão forte de Kezman. Eto’o, aos 21, sofreu falta quando partia para o gol. Como Ibañez era o último homem, recebeu vermelho.

Nervoso em campo, o Barcelona não conseguiu aproveitar a vantagem numérica. Seus esforços ofensivos falharam, e os jogadores apelaram para o individualismo para obter um empate.

Com o triunfo, o Atlético subiu seis posições, indo para décimo, com quatro ontos. O Barcelona sofreu sua primeira derrota na temporada espanhola, e aparece em oitavo, com a mesma pontuação do seu rival.