“Eles são os mesmos que viajam na Copa Libertadores.”

Eles sempre estiveram lá. Esta não será a primeira Copa do Mundo que contará com a presença de barras nas arquibancadas. Antigamente a responsabilidade por alentar a seleção argentina costumava ser de uma barra em particular, geralmente a do Boca. Foi assim nos tempos de Abuelo e Di Zeo. Mas esse direito também já passou pelas mãos da barra do River, como foi na Copa de 2006 disputada na Alemanha.

Em 2009 surgiu Hinchadas Unidas Argentinas (HUA), uma ONG apoiada – e financiada – pelo governo kirchnerista para o Mundial da África do Sul. Desta vez a liderança é da barra do Independiente. A agrupação conta com diversas outras hinchadas, a maioria de equipes menores da segunda e terceira divisão do futebol local. Agora eles planejam vir ao Brasil.

 Confira a entrevista completa no Impedimento