No encerramento da quinta rodada da Bundesliga, o Bayer Leverkusen pôde respirar com um pouco mais de folga. A equipe viveu uma semana conturbada, com a demissão do seu técnico, mas soube reagir diante do Duisburg. Já Schalke 04 e Hertha Berlim ficaram no 0 a 0.

O Bayer Leverkusen aliviou a pressão que dominou o clube durante a semana. Após a demissão do técnico Augenthaler devido ao fiasco na Copa Uefa, Rudi Völler assumiu o comando como interino. Sua “estréia” não poderia ter sido melhor: o time das aspirinas derrotou o Duisburg fora de casa por 3 a 1.

Athirson, que falhara no lance do gol do CSKA Sofia, recuperou-se com uma boa atuação. O Duisburg saiu na frente, com Lavric, aos 31 do primeiro tempo. Porém, a vantagem dos anfitriões durou pouco. O Bayer virou o placar em dez minutos com Juan, de cabeça, e Berbatov. O búlgaro marcou seu quinto gol na Bundesliga.

No segundo tempo, Athirson selou a vitória com um chute certeiro de longe, a um minuto do final. O triunfo fez a equipe de Leverkusen saltar cinco posições: ela está agora em sétimo, com sete pontos. O Duisburg permanece na zona de rebaixamento, com dois pontos.

Schalke 04 e Hertha Berlim desperdiçaram a chance de subir na tabela com o empate sem gols entre eles. Os Azuis Reais continuam em quarto, mas se distanciam do bloco dos líderes. Já a equipe de Berlim caiu uma posição (sexto, oito pontos).