O Bayern de Munique transformou a quebra de recordes em uma prática quase semanal na temporada passada, a primeira sob o comando de Pep Guardiola. Começou o torneio voando, abriu grande vantagem e foi campeão em abril. No começo da nova edição do Campeonato Alemão, não está conseguindo ser tão dominante assim e logo na segunda rodada foi barrado pelo Schalke 04.

LEIA MAIS: Mais que reforço, Xabi Alonso é uma nova mente para pensar o Bayern

Em 2013/14, os bávaros venceram Monchengladbach, Frankfurt e Nuremberg antes de serem frustrados pela primeira vez, pelo Freiburg, na quarta rodada. Embora a diferença não seja tão grande, o Bayern venceu o Wolfsburg sem fazer uma apresentação convincente e correu alguns riscos de até perder para o Schalke neste sábado – o que não seria um absurdo, em Gelsenkirchen, mas relativizaria ainda mais a superioridade do time de Guardiola.

Sem Robben e Ribéry e também sem infiltrações, o maior campeão da Alemanha teve dificuldades para criar jogadas de gol. Chutou apenas oito vezes contra a meta de Färhmann, muito pouco para quem teve 64% de posse de bola e para um postulante a melhor time da Europa. Conseguiu o gol quando conseguiu entrar na área, após lindo passe de Müller para Rode, que deixou Lewandowski na cara do gol.

Numa dessas loucuras de Neuer, o Schalke quase empatou ainda no primeiro tempo. O goleirão foi brincar de líbero no meio-campo e cortou a bola nos pés de Kaan Ayhan, que ficou um pouco ansioso para aproveitar a oportunidade e chutou muito mal. Sem direção ou força para acertar as redes daquela posição.

Na etapa final, os donos da casa voltaram dos vestiários determinados a aproveitar as hesitações do adversário e empataram em uma jogada de bola parada meio estranho. Dante cabeceou em direção ao próprio gol, Xabi Alonso, fazendo a sua estreia pelo Bayern, tentou cortar, mas a bola bateu na barriga e no braço de Howëdes antes de entrar. Obviamente, motivou várias reclamações do Bayern de Munique, mas o lance pareceu mesmo ter sido acidental.

O Schalke ficou animadinho e chegou a esboçar uma pressão infrutífera, sem levar perigo real para o gol de Neuer. Foi o suficiente, porém, para mostrar que por enquanto o Bayern de Munique não está tão dominante quanto estava na temporada passada. Ainda pode chegar lá, mas corremos o risco de desta vez termos uma verdadeira disputa pelo título do Campeonato Alemão.

Você também pode se interessar por:

>>>> Para o Dortmund, melhor que a vitória foi ver Reus voltando à velha forma

>>>> Ótimo início de Bundesliga indica que Bellarabi pode ser importante ao Leverkusen

>>>> Simplicidade foi o segredo para a camisa do Dortmund ser tão linda