O Bayern de Munique tem sua marca bastante valorizada, mas nem por isso quer lucrar a qualquer custo. A concorrência hoje para assistir aos bávaros in loco é muito grande, mas, em vez de elevar os preços dos ingressos às alturas, a posição da diretoria é de valorizar o cara que está sempre lá apoiando o time a partir das arquibancadas. Para o jogo contra o Arsenal em Londres, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, o Bayern resolveu subsidiar boa parte dos custos dos fãs com ingressos.

Em vez de pagar os € 75 que normalmente são cobrados, os torcedores do Bayern terão de desembolsar, cada um, apenas € 45, com o restante sendo bancado pelo próprio clube alemão. Em um comunicado oficial, a equipe contou que o gesto é um agradecimento a todo o apoio recebido no ano de 2013.

A torcida do Bayern terá direito a 2974 ingressos para o jogo no Estádio Emirates. Isso significa dizer que o clube gastará uma pequena quantia (para uma agremiação tão grande) de € 90 mil, reduzindo o custo dos torcedores em 42%. Por enquanto, mais de 18 mil pessoas já solicitaram suas entradas, o que ilustra o quão concorrida é a briga para ver os bávaros jogarem. Mesmo tendo consciência disso, os diretores do clube não abusam de seus seguidores, o que poderiam perfeitamente fazer para aumentar seu lucro, afinal, sempre teria alguém para pagar o que pedissem.

No final das contas, a quantia que o clube irá tirar dos próprios bolsos não lhe faz diferença alguma, auxilia seus torcedores e, mais importante e simbólico, mostra aos fãs que eles são vistos como peças importantes na manutenção do sucesso do Bayern, e não meros consumidores. Que sirva de exemplo para tantas outras equipes que insistem em seus processos de encarecimento do espetáculo em detrimento do afastamento das massas populares das arquibancadas.