Considerando a campanha do Borussia Dortmund na Liga dos Campeões da temporada passada, os aurinegros têm feito uma temporada atual frustrante. Depois de ir tão bem na competição europeia, ninguém esperava que os comandados de Jürgen Klopp fossem ficar tão distantes da briga pelo título da Bundesliga, que cada vez mais se aproxima do Bayern de Munique. Há muito tempo o Dortmund não convencia no Campeonato Alemão, e a goleada sobre o Werder Bremen fora de casa é boa para lembrar ao time que é, sim, possível apresentar mais do que vinha sendo apresentado nas últimas rodadas.

A última vez que o Borussia havia vencido uma partida por dois ou mais gols de diferença havia sido na 14ª rodada, com o 3 a 1 sobre o Mainz. Desde então, cinco jogos haviam sido realizados, com duas derrotas (para Leverkusen e Hertha Berlim), dois empates (com Hoffenheim e Augsburg) e apenas uma vitória, sobre o lanterna Braunschweig, na rodada passada, por 2 a 1. Para um time com jogadores como os que o Dortmund tem, é muito pouco. A queda de rendimento na temporada, após um bom início, foi muito atribuída aos desfalques na zaga. Atribuída de forma justa, é verdade, mas nos últimos jogos o ataque também estava aquém do que poderia fazer.

Parte da melhoria na eficiência ofensiva do time apresentada hoje se deve à atuação de Henrikh Mkhitaryan. O armênio chegou no início da temporada, ao lado de Pierre-Emerick Aubameyang, para suprir a saída de Mario Götze para o Bayern de Munique. Teve um bom início nos aurinegros, mas não dá para negar que estava meio sumido nas últimas partidas. A última vez que Mkhitaryan havia participado diretamente de um gol do Borussia havia sido na goleada por 6 a 1 sobre o Stuttgart, pela 11ª rodada, no início de novembro. De lá para cá, foi titular em seis jogos do Alemão, mas sequer uma assistência conseguiu dar.

Outro que vivia uma fase bem distinta do que já conseguiu demonstrar era Robert Lewandowski. Caracterizado por seu faro de artilheiro, como seus quatro gols contra o Real Madrid na última Champions deixaram claro, o polonês não marcava nenhum gol na Bundesliga desde os 3 a 1 sobre o Mainz em 30 de novembro. Desde então, já eram cinco jogos de seca para o atacante, que já está acertado com o Bayern de Munique para a próxima temporada. Fazendo bem o papel de pivô e marcando dois gols para encerrar seu jejum individual, Lewa foi, ao lado de Mkhitaryan, o destaque da partida.

A vitória por 5 a 1 sobre o Werder Bremen pode ser um divisor de águas para o Borussia, terceiro colocado da competição. Peças essenciais que não vinham funcionando voltaram a ser protagonistas, os gols retornaram, a defesa se segurou, e o triunfo evitou que o arquirrival Schalke 04 tivesse a chance de ultrapassá-lo. As próximas três rodadas podem ser vitais para que esse retorno do time ao bom futebol seja confirmado. Terá pela frente Eintracht Frankfurt, Hamburgo e Nuremberg, equipes que não fazem boa campanha. Enquanto isso, Bayer Leverkusen, segundo colocado, e Schalke, quarto colocado, se enfrentam no próximo final de semana e depois têm confrontos difíceis contra Wolfsburg e Mainz, respectivamente. Se Klopp quiser mesmo se assegurar na próxima Liga dos Campeões, o momento para provar que é capaz de fazer isso é agora.