Casemiro é o 10º brasileiro a marcar na final da Champions League; relembre os outros

Por Bruno Bonsanti

O Real Madrid estava em cima da Juventus há alguns minutos quando a bola sobrou limpinha para Casemiro encher o pé da intermediária. O volante brasileiro deu sorte: contou com um desvio que enganou Buffon. Foi o gol que quebrou o empate da final da Champions League, vencida pelos espanhóis por 4 a 1, no último sábado, e encaminhou a 12ª taça europeia dos merengues. Foi, também, o gol que colocou Casemiro no seleto grupo de brasileiros que balançaram as redes na decisão do principal torneio de clubes do continente.

LEIA MAIS: Real Madrid teve a força para se impor e fazer história: bicampeão da Champions

São dez no total, incluindo Deco, que defendeu a seleção portuguesa e tem dupla nacionalidade, mas nasceu na brasileiríssima São Bernardo do Campo. O primeiro foi José Altafini, em 1963, no título do Milan contra o Benfica. Apenas Mazzola, Jair da Costa e Juary conseguiram esse feito na era pré-Champions League, quando a quantidade de brasileiros em grandes clubes europeus era menor do que nas últimas duas décadas e meia, assim como o seu protagonismo.

Em 2002, Lúcio marcou o gol solitário do Bayer Leverkusen na derrota para o Real Madrid. Dois anos depois, Carlos Alberto e Deco deixaram suas marcas na vitória do Porto de José Mourinho sobre o Monaco. Belletti marcou o histórico gol que deu ao Barcelona seu segundo título. Em tempos recentes, Marcelo fechou o caixão do Atlético de Madrid, e Neymar, o da Juventus. Por fim, Casemiro mandou o foguete da intermediária do Millennium Stadium.

José Altafini

1962/63 – Milan 2 x 1 Benfica

Jair da Costa

1964/65 – Internazionale 1 x 0 Benfica

Juary

1986/87 – Porto 2 x 1 Bayern de Munique


Lúcio

2001/02 – Bayer Leverkusen x Real Madrid

Carlos Alberto e Deco

2003/04 – Porto 3 x 0 Monaco

Belletti

2005/06 – Barcelona 2 x 1 Arsenal

Marcelo

2013/14 – Real Madrid 4 x 1 Atlético de Madrid

Neymar

2014/15 – Barcelona 3 x 1 Juventus


Casemiro

2016/17 -Real Madrid 4 x 1 Juventus

Mais final da Champions:

Em sua quarta Champions, Cristiano Ronaldo tem sua final mais grandiosa: decisivo e letal

O trabalho sem a bola, um dos pontos fortes da Juventus, fraquejou justamente na final

Allegri não soube reagir ao jogo e viu a Juventus derreter diante do Real Madrid

Zidane: um bicampeão europeu discreto e muito eficiente