Destaque do Legia, Guilherme já se candidata ao prêmio de maior golaço desta Champions

O brasileiro Guilherme desfruta de um belo moral no Legia Varsóvia. Nascido no interior do Rio de Janeiro, o meia de 26 anos seguiu ainda nas categorias de base para Portugal e, após rodar por alguns clubes lusitanos sem se firmar, transferiu-se à Polônia em 2014. Virou uma das referências do Legia, importante no atual bicampeonato nacional. E também faz seu nome na Liga dos Campeões. O jovem foi titular em todos os jogos na fase de grupos da última edição, marcando o gol da vitória sobre o Sporting, fundamental para garantir os legionários na terceira colocação da chave e, assim, nos mata-matas da Liga Europa. Já nesta edição da Champions, o camisa 6 volta a se destacar. Não foi tão preponderante, mas seu golaço merece aplausos de pé.

O Legia Varsóvia cruzou na segunda fase preliminar com o Mariehamn, clube pequenino que ganhou o apelido de ‘Leicester Finlandês’ ao conquistar a liga de seu país. Os poloneses, entretanto, não simpatizaram com a história e massacraram os oponentes em ambos os encontros. Na ida, 3 a 0 dentro da Finlândia, já com um tento de Guilherme, cobrando pênalti. Mas o melhor ficaria para esta quarta. O brasileiro abriu a goleada por 6 a 0 com um golaço. Um chute tão potente de fora da área que mal dá para ver a bola em sua trajetória rumo ao gol. As redes balançando e o goleiro se estirando em vão não deixam dúvidas.

Classificado, o Legia Varsóvia tenta repetir o feito da última temporada, quando voltou à fase de grupos após 21 anos. O desafio, porém, será bem maior na terceira etapa preliminar. Os poloneses enfrentam o Astana, outro figurante recente da Champions e de grandes investimentos nos últimos anos. É bom Guilherme continuar com seu pé calibrado.