Guia da Champions League 2017/18

Perguntas ainda sem resposta: Neymar será, de fato, o catalisador que impulsionará o Paris Saint-Germain a um novo patamar? O Barcelona conseguirá superar todo o caos do verão para ser competitivo? O Real Madrid fará história com um raro tricampeonato? A Juventus, depois de duas finais em três anos, e duas derrotas, terás armas para conquistar a taça que tanto ambiciona? Chegou a hora de o Bayern de Munique decolar sob o comando de Carlo Ancelotti? Os clubes ingleses conseguirão, finalmente, fazer boas campanhas novamente? E o Monaco? E o Borussia Dortmund? E o Atlético de Madrid?

LEIA MAIS: Um mapa interativo com todos os 509 times da história da Champions

A fase de grupos da Champions League começa, nesta terça-feira, cheia de interrogações. O outrora indefectível e aparentemente inalcançável trio de elite parece que foi desmantelado. O Real Madrid continua forte e brigará pelo terceiro título consecutivo, mas o Barcelona precisa aprender a dizer adeus, aceitar que jogadores vem e vão, e seguir em frente sem tanto rancor pela perda de Neymar para o Paris Saint-Germain. E o Bayern de Munique, envelhecido, ainda não tem dado demonstrações concretas de que pode encarar qualquer adversário de igual para igual.

O Paris Saint-Germain é o candidato a subir de patamar. Certamente não mediu esforços financeiros para isso, responsável por duas das três contratações mais caras da última janela de transferências. Neymar rapidamente virou o dono do time, destruindo adversários na Ligue 1, dando assistências para Cavani e, recentemente, recebeu a companhia de Mbappé, um dos responsáveis pela excelente campanha do Monaco na última temporada europeia.

Há outros candidatos. Ninguém pode ignorar a Juventus e o Atlético de Madrid, que passaram por poucas mudanças em relação a anos recentes, quando conseguiram reduzir os gargalos financeiros para os gigantes em campo e chegaram às decisões. O passo à frente é finalmente levantar a taça da Champions League, o que o Borussia Dortmund também não conseguiu fazer quando enfrentou o Bayern de Munique, na partida derradeira de 2012/13.

Os ingleses vêm empolgados e numerosos. Pela primeira vez na história, haverá cinco clubes servis à rainha na fase de grupos, e todos eles têm jogadores, poder financeiro, tradição e treinador para chegarem longe, como não conseguem desde 2012, quando um time britânico chegou à decisão pela última vez. Desde então, colecionam muito mais decepções do que campanhas honrosas.

Surpresas? A Champions League ainda permite, embora com menos frequência do que no passado. O Napoli é um grande candidato, autor de um futebol extraordinário sob o comando de Maurizio Sarri. O Monaco perdeu muitos destaques, mas, pelo menos, foi bem nas reposições. O Benfica é muito bem treinado por Rui Vitória, e o Sevilla inegavelmente tem experiência para chegar longe, como demonstrou nas milhares de vezes em que foi campeão da Liga Europa ou da Copa da Uefa.

Beneficiados pelas bolinhas, não precisaremos esperar muito para os grandes jogos. Esta terça-feira já nos oferece um confronto entre Barcelona e Juventus, reedição da final de 2014/15. A seguir, destrinchamos os oito grupos, destacando personagens que podem fazer a diferença na principal competição europeia e relembrando um pouco da história da Champions League.

Grupo A: Manchester United, Base, Benfica e CSKA Moscou

united logo basel Benfica cska moscow

Grupo B: Paris Saint-Germain, Bayern, Anderlecht e Celtic

psg bayern anderlecht celtic

Grupo C: Atlético de Madrid, Chelsea, Roma e Qarabag

atlético de madrid chelsea Roma qarabag

Grupo D: Barcelona, Juventus, Sporting e Olympiacos

barcelona Juventus sporting olympiacos

Grupo E: Sevilla, Liverpool, Spartak Moscou e Maribor

sevilla liverpool spartak moscow maribor

Grupo F: Man City, Napoli, Shakhtar e Feyenoord

man city Napoli shaktar donetsk feyenoord

Grupo G: Monaco, Porto, RB Leipzig e Besiktas

monaco porto rb leipzig besiktas

Grupo H: Real Madrid, Borussia Dortmund, Tottenham e Apoel

real madrid borussia dortmund tottenham apoel

Mais Champions League:

Conheça a história de fundação dos 32 clubes da Champions 2017/18 neste mapa interativo

Após 26 anos, o mapa é redescoberto: A história dos clubes da Alemanha Oriental nas copas europeias

Com uma armada reforçada, Inglaterra tenta encerrar período de seca na Europa

Oito brasileiros pouco conhecidos que estarão nos grupos da Champions

O Real Madrid e o sonho que raríssimos se permitiram: ser tricampeão da Champions

Napoli, Roma e o desafio de colocar um “outro italiano” nas quartas da Champions

Um mapa interativo com todos os 509 times da história da Champions

15 grandes jogos do passado que serão reeditados na fase de grupos da Champions