Mourinho coloca Manchester United no segundo escalão de favoritos da Champions

O Manchester United estreou com tranquilidade na sua volta à Champions League nesta terça-feira, contra o Basel. A vitória por 3 a 0 veio sem problemas, ainda que o técnico José Mourinho tenha criticado a atuação do time depois dos 2 a 0. Para ele, faltou seriedade para a equipe, que não está entre as favoritas para a conquista do título da principal competição europeia.

LEIA TAMBÉM: Guia da Champions League 2017/18

“Depois dos 2 a 0, eu acho que tudo mudou e nós paramos de jogar, paramos de pensar, paramos de jogar seriamente. Nós paramos de tomar as decisões certas no campo e nós poderíamos ter nos colocado em perigo”, analisou o treinador.

“Más decisões, fantasy football, futebol de Playstation, gracinhas e quando você para de jogar como time e para de jogar seriamente, eu não gosto e você se arrisca um pouco”, continuou. “Os jogadores provavelmente sentiram que o jogo estava sob controle com os 2 a 0, mas futebol é futebol e você tem que respeitar o adversário”, reclamou o técnico. No final, Marcus Rashford ainda marcou o terceiro gol do time.

Para Mourinho, o Manchester United não está entre os favoritos para a conquista do título, que será disputado no dia 26 de maio em Kiev, na Ucrânia. “Para estes times, Real Madrid, Barcelona, Bayern de Munique, a Champions League começa em fevereiro. Agora é apenas o aquecimento”, afirmou o treinador português.

“Em fevereiro, quando nós, os times ingleses, estão tentando sobreviver depois do período de inverno, eles estão descansados e prontos depois deste aquecimento”, analisou Mourinho. “Nós estamos no segundo nível. O segundo nível é ‘vamos nos classificar, vamos fazer pontos’ e se nós chegarmos à fase eliminatórias, vamos aproveitar os jogos com os grandes times”.

O Manchester United não jogou a Champions League na última temporada, a primeira de Mourinho no comando do clube. Após a conquista da Liga Europa, o time conquistou o direito de estar na principal competição europeia e é o responsável por fazer os ingleses terem cinco representantes no torneio. Além do próprio United, Chelsea, Tottenham, Manchester City e Liverpool estão na disputa.

LEIA TAMBÉM: Seleção, Premier League, Liga Europa e agora a Champions: Rashford marca em mais uma estreia