O maior clube da Lituânia venceu seu primeiro jogo de Champions em 18 anos, e a festa foi enorme

Até o momento, a lógica vai prevalecendo nas preliminares da Liga dos Campeões. Raros são os resultados surpreendentes da competição – e, quando muito, os azarões se contentam com o empate. No entanto, a primeira grande zebra ajuda a repercutir o ressurgimento de um clube histórico. Maior potência da Lituânia nos tempos soviéticos, o Zalgiris Vilnius aprontou na ida contra o Ludogorets. Por mais que o jogo acontecesse na casa dos lituanos, o favoritismo era todo dos búlgaros, presentes na fase de grupos da Champions em duas oportunidades e donos de uma notável campanha na última edição do torneio. Contudo, o Zalgiris prevaleceu. Com um gol aos 39 do segundo tempo, venceu de virada por 2 a 1 e levou ao delírio a torcida que lotou as arquibancadas.

VEJA TAMBÉM: Viaje no tempo neste mapa com todos os clubes que disputaram o antigo Campeonato Soviético

O Zalgiris Vilnius foi o único clube lituano a disputar o antigo Campeonato Soviético. Naquele momento histórico, era comum que os principais times das repúblicas menores se transformassem praticamente em “seleções locais”. Assim, muitos deles conseguiram ser competitivos contra russos e ucranianos. Presentes 11 vezes na elite, os alviverdes fizeram boas campanhas nos anos 1980, alcançando um honroso terceiro lugar em 1987. O sucesso também levou o clube a figurar nas competições continentais, disputando a Copa da Uefa em duas oportunidades.

Todavia, o fim da URSS impactou diretamente na estrutura do Zalgiris, bancada pelo estado. Os títulos ficaram mais raros a partir da década de 1990 e a última conquista no Campeonato Lituano acontecera em 1998/99. O fundo do poço chegou em 2008, com a falência e o rebaixamento à segunda divisão. Ao mesmo tempo, os alviverdes iniciaram a sua reconstrução e, com um projeto esportivo diferente, voltando a desfrutar o sucesso. O time é o atual tetracampeão nacional, com o penta já em vista, e faturou as últimas seis edições da copa. A falta de competitividade no país, inclusive, fez os dirigentes aventarem a possibilidade de uma mudança ao Campeonato Polonês – todos os outros seis clubes que conquistaram a liga no passado, incluindo até o Kaunas, dominante na última década, fecharam as portas. Para que a transferência à Polônia se justifique, porém, a equipe precisa mostrar força além de suas fronteiras, nas copas europeias.

A última vitória do Zalgiris na Champions tinha acontecido em 1999. A equipe passou pelo Araks Ararat na primeira fase preliminar, mas não resistiu ao Dynamo Kiev na etapa seguinte. Durante o renascimento, os alviverdes beiraram a fase de grupos da Liga Europa, superados na última fase classificatória pelo o Red Bull Salzburg em 2013/14. Entretanto, as decepções na Champions eram constantes. Caíram logo no primeiro confronto durante as últimas três edições, sem conquistar sequer uma vitória. Dinamo Zagreb, Malmö e Astana foram os algozes. Até que um pingo de alegria acontecesse nesta quarta, contra o Ludogorets.

Anicet Abel abriu o placar para os búlgaros aos 18 minutos, mas o Zalgiris reagiria no segundo tempo. Aos 33, o togolês Serge Nyuiadzi deu um alento aos donos da casa, deixando tudo igual. E o empate sairia seis minutos depois, em um chute feroz de Mantas Kuklys, no ângulo da meta adversária. O tento desencadeou uma comemoração calorosa nas arquibancadas, que se seguiu ao apito final. Mesmo sendo apenas o jogo de ida, até parecia que os lituanos já tinham conquistado a classificação, com a massa enlouquecida no Estádio LFF – que tem capacidade para 5 mil espectadores.

O elenco do Zalgiris possui uma base internacional grande, inclusive com jogadores de seleções nacionais. E há um brasileiro: o meia-atacante Elivelto, com passagem pela base do Flamengo e por times cariocas, que se tornou uma das referências da equipe nos últimos anos. Resta saber qual será a capacidade dos lituanos para segurarem a vantagem na visita a Razgrad. O favoritismo permanece com o Ludogorets. De qualquer maneira, a boa história do grande adormecido já foi contada.