Os baixinhos mantiveram o Napoli vivo: golaço de Insigne, assistência e gol de Mertens

O Napoli manteve vivas suas chances de classificação às oitavas de final da Champions League ao vencer o Shakhtar Donetsk nesta terça por 3 a 0 no estádio San Paolo, em Nápoles. Com o resultado, o time sobrevive e vai decidir a sua vida na última rodada precisando vencer e torcer contra os ucranianos, que ainda estão três pontos à frente. A vitória veio com participação decisiva de dois dos seus principais jogadores. Dois dos seus baixinhos: Lorenzo Insigne, 1,63 metro de altura, que marcou um golaço, e Dries Mertens, 1,69 metro, com uma assistência e um gol.

LEIA TAMBÉM: O Tottenham vira o jogo, elimina o Dortmund e garante a liderança no “grupo da morte”

A pressão estava toda em cima do Napoli. Um empate seria suficiente para o Shakhtar garantir a classificação e, consequentemente, eliminar os italianos. Assim, seria necessária uma vitória. E uma vitória maior que os 2 a 1 que o Shakhtar conseguiu na primeira rodada porque assim teria vantagem no primeiro critério de desempate, justamente o confronto direto. E assim foi.

Depois de um primeiro tempo sem gols, a trava foi quebrada com um golaço. Aos 11 minutos, Insigne recebeu a bola na esquerda, puxou para o meio e acertou um chutaço no ângulo: 1 a 0 Napoli. Era suficiente, pelo gol fora de casa, mas era um placar arriscado. Um gol do time ucraniano e a equipe comandada por Maurizio Sarri estava eliminada. Por isso, a pressão dos napolitanas continuou.

O meio-campista Piotr Zielinski perdeu uma grande chance depois de um vacilo na saída de bola do Shakhtar que bateu por cima do gol depois de receber com o gol aberto. Ele acabaria conseguindo o seu gol aos 36 minutos. Desta vez, Mertens fez a jogada pelo lado esquerdo e tocou para o meio, onde o camisa 20 finalizou bem para marcar 2 a 0.

Os 2 a 0 já praticamente definiam o jogo àquela altura, mas o Napoli ainda conseguiu mais um gol. Dois minutos depois do segundo, Dries Mertens marcaria o terceiro, aproveitando rebote do goleiro em uma cabeçada de Raul Albiol, após escanteio. Dentro da pequena área, o camisa 14 do Napoli tocou de cabeça para dentro.

Na última rodada, no dia 6 de dezembro, o Napoli vai até a Holanda enfrentar o Feyenoord precisando vencer para ter chance de classificação. Além de conseguir os três pontos fora de casa, precisa também torcer para o Shakhtar perder para o Manchester City na Ucrânia. Assim, os dois times terminariam empatados com nove pontos, mas o Napoli leva vantagem no primeiro critério de desempate, o confronto direto.