Adeus do Flamengo à corrida pelo título brasileiro garante 420% de retorno no Oddsshark

O cheirinho de hepta que se alastrou pelos corredores do Flamengo durante o segundo turno do Brasileirão 2016, quando a equipe conseguiu uma invencibilidade de 11 jogos e alcançou a vice-liderança da competição, entrou pelo ralo. Perseguindo o líder Palmeiras a três rodadas do fim do torneio nacional, o rubro-negro ficou pelo caminho neste domingo (20), ao ceder o empate ao Coritiba, no Maracanã, após estar vencendo o jogo por 2 a 0. O indesejado 2 a 2 acabou com as chances matemáticas de os cariocas ultrapassarem os paulistas e conquistarem o campeonato, já que com duas rodadas para o fim e seis pontos em disputa, a diferença entre o primeiro e o terceiro é de sete pontos.

O inesperado resultado foi ainda mais sentido pelos 40 mil rubro-negros presentes no místico palco do futebol nacional devido ao início fulminante dos donos da casa. Logo no primeiro minuto de jogo, Gabriel completou o cruzamento de Everton e incendiou os fanáticos torcedores. Ainda na etapa inicial, o polivalente flamenguista deu outra assistência – foi a sétima do jogador na competição – para meia Diego, que de chapa, ampliou o placar.

Tudo parecia se encaminhar para uma vitória tranquila do Mengão, mas o volante Amaral, do Coxa, aproveitou rebote de uma bola no travessão para empurrar para as redes e diminuir. A segunda etapa veio e o Fla teve novas oportunidades de ampliar, seja com o goleador Paolo Guerrero ou com Diego. Mas como o velho ditado sugere, “quem não faz toma”, o atacante do time paranaense, Kleber Gladiador, antecipou Rafael Vaz, fintou o zagueiro rubro-negro e chutou rasteiro para igualar o marcador aos 42 minutos e definir o placar.

Se o empate foi decepcionante para os rubro-negros, o mesmo não se pode dizer para o Coxa Branca, que garantiu sua permanência na Série A com 46 pontos e a 14ª colocação, e para os investidores do Oddsshark.com/br. Em uma projeção considerada barbada em favor dos mandantes antes do início da 36ª rodada – vitória do Flamengo pagava R$ 1,47, segunda menor cotação do domingo -, os visitantes surpreenderam e ajudaram que apostou numa zebra no Maracanã, cotada em R$ 4,20 para cada real investido.

Frustração semelhante viveu o Santos, que chegou a virar a partida contra o Cruzeiro, no Mineirão, com dois gols do experiente Ricardo Oliveira, porém cedeu a igualdade aos 43 minutos da segunda etapa. É bem verdade que o zagueiro celeste Manoel estava impedido no gol de empate, mas o juiz validou e o 2 a 2 deixou o alvinegro praiano com chances mínimas de brigar pelo título do Brasileirão.

Segundo colocado com 68 pontos, o Peixe está seis pontos atrás do Palmeiras e possui apenas 2% de faturar o troféu, segundo o matemático Tristão Garcia. Para alcançar o improvável título, o time de Dorival Júnior precisa vencer os dois e últimos duelos contra Flamengo (fora de casa) e América Mineiro (dentro de casa) e ainda torcer por duas derrotas consecutivas do alviverde, que joga na próxima rodada no Allianz Parque, contra a Chapecoense, e encerra sua participação contra o Vitória, na Bahia. O 2 a 2 diante da Raposa também respingou no Oddsshark.com/br e garantiu retorno razoável aos apostadores, sendo R$ 3,25 por real investido. Para se ter uma ideia, quem investiu R$ 100, conseguiu R$ 325, sendo R$ 225 de lucro, ou seja, rendimento de 225%.

Já quem apostou numa zebra no jogo do líder, errou. E errou feio. O Palmeiras derrotou o Botafogo pelo placar mínimo de 1 a 0 e colocou as mãos muito perto da taça. Com 74 pontos, está um ponto de quebrar o jejum de 22 anos sem o título nacional. Dudu, após cruzamento de Gabriel Jesus, foi o responsável por garantir o gol da vitória no Allianz Parque e R$ 0,58 de lucro – investimento de R$ 1,58 para cada real investido – entre os investidores. Assim, o alviverde depende de apenas de si – um empate – para ser eneacampeão brasileiro.

Confira os resultados da 36ª rodada do Brasileirão no Oddsshark.com/br:

20/11: Vitória (R$ 1,60) 4 x 0 Figueirense (R$ 5,50); empate (R$ 3,75)
20/11: Palmeiras (R$ 1,58) 1 x 0 Botafogo (R$ 5,50); empate (R$ 3,85)
20/11: Cruzeiro (R$ 2,15) 2 x 2 Santos (R$ 3,35); empate (R$ 3,25)
20/11: Grêmio (R$ 1,43) 3 x 0 América-MG (R$ 7,00); empate (R$ 4,45)
20/11: Atlético-PR (R$ 1,87) 2 x 0 Sport (R$ 4,25); empate (R$ 3,30)
20/11: Ponte Preta (R$ 2,20) 1 x 0 Fluminense (R$ 3,30); empate (R$ 3,25)
20/11: Flamengo (R$ 1,47) 2 x 2 Coritiba (R$ 6,75); empate (R$ 4,20)
20/11: Chapecoense (R$ 2,90) 2 x 0 São Paulo (R$ 2,55); empate (R$ 3,05)
20/11: Santa Cruz (R$ 3,00) 3 x 3 Atlético-MG (R$ 2,25); empate (R$ 3,45)
21/11 – 20h: Corinthians (R$ 2,00) x Internacional (R$ 3,90); empate (R$ 3,20)