Alguém tira? Saiba quem tem mais chances de roubar o título do Francês das mãos do PSG de Neymar

A tarefa que me foi dada nesta terça-feira (7) é uma das mais fáceis já concebidas desde que escrevo para o OddsShark.com, site que é especializado em apontar probabilidades dentro do mercado esportivo. Isso porque neste espaço vou falar sobre chances de título na Ligue 1, também conhecida como Campeonato Francês (ou, para os mais íntimos, o Francesão). Oras, não precisa ser propriamente um gênio em apostas em futebol para se indicar um favorito neste quesito, não é mesmo?

Se uma equipe investe milhões de euros para trazer nomes cobiçadíssimos como o de Mbappé, que atuava no rival Monaco; se uma equipe busca nomes consagradíssimos e de enorme moral dentro do cenário internacional como Daniel Alves, que estava na Juventus; e, claro, se uma equipe faz a “loucura” de pagar 222 milhões de euros (cerca de R$ 810 milhões à época) para ter em seu elenco um dos maiores atletas em atividade como Neymar, que estava no Barcelona, é óbvio que o Paris Saint-German será o principal dos principais favoritos ao título da Ligue 1.

Os números são claros e corroboram isso. Primeiramente podemos falar do que as equipes francesas apresentaram até aqui na temporada 2017/18. E, bom, novamente temos estatísticas extremamente favoráveis ao PSG. Considerando que o clube que mais pode bater de frente com o poderio da equipe da capital é o Monaco, os números dão uma amostra de como existe um verdadeiro abismo de diferença.

Nem tanto pelo Campeonato Francês, onde o time de Neymar naturalmente lidera com 32 pontos (dez vitórias e dois empates), mas está apenas a quatro do rival, que conta com nove vitórias, um empate e duas derrotas. Acontece que se abrirmos esse leque de comparação para a Europa a situação fica complicada ao clube do Principado.

Na Liga dos Campeões a campanha do PSG é absolutamente formidável. São quatro vitórias em quatro jogos, com 17 gols feitos e nenhum tomado. Você prestou atenção no que acabou de ler? Repito: são 17 gols em quatro jogos. Uma média de 4,25 gols por partida em um grupo que também conta com Bayern de Munique (no jogo contra os alemães, Neymar e cia venceram por um placar “humilde” de 3 a 0).

Do outro lado, o Monaco se agarra na matemática para não oficializar a sua eliminação do torneio de clubes mais importante do mundo. Com apenas dois pontos ganhos, é o lanterna do Grupo G, que tem o Besiktas na liderança seguido por Porto e RB Leipzing.

Acontece que aí talvez esteja a única brecha possível de se imaginar para acreditar que o PSG não encerrará a temporada com mais um troféu da Ligue 1 erguido. Como todos sabem, a chegada de Neymar ao clube tem como principal motivação buscar consolidar a marca Paris Saint-German como uma das principais do continente, e não apenas nacionalmente falando.

Sendo assim, a prioridade dos comandados por Unai Emery está totalmente na Champions e o torneio nacional, por vezes, ficará em segundo plano. Além disso, com apenas quatro pontos de diferença não dá para se dizer que o campeonato está liquidado já na 12ª rodada. Com muito pela frente, daqui dois jogos o Monaco receberá o PSG em casa e poderá diminuir este hiato.

Na ponta do lápis

Falando de números nas casas de apostas, o OddsShark.com traz que um investidor que colocar dinheiro no PSG neste exato momento terá um retorno máximo de R$ 1,03 por real colocado. É uma margem extremamente pequena devido ao fato de que quase todos confiam que o Paris sairá campeão pelo menos do Francesão.

Como exercício de comparação, podemos traçar um paralelo com as chances das equipes em levar a orelhuda da Champions. Ainda de acordo com o site, o PSG também aparece como favorito neste caso, mas os números são bem mais conservadores. O triunfo de Neymar e cia paga R$ 4,44 por real jogado, seguido pelo Manchester City, que gera R$ 5,94.
Isso mostra como os odds seguem exatamente aquilo que se vê em campo. PSG e City vêm jogando o fino da bola e, apesar de não se tratarem de equipes tradicionais na Europa, deixam camisas como Real Madrid, Barcelona e Bayern de Munique para trás. Portanto, se você tivesse pensado em investir no Paris como vencedor da Ligue 1 lá no início do campeonato, fatalmente teria um retorno maior. Nada absurdamente diferente, mas algo de se considerar.

Por fim, se você é daqueles que gosta do imponderável e acha que a crise entre Neymar e Cavani ou os desentendimentos do astro brasileiro com Emery ainda poderão fazer a maionese desandar pelos lados do PSG no Francesão, o investimento no Monaco, atual segundo colocado, paga ótimos R$ 21,00 por real jogado. Acha que vale o risco? Eu acho que não…

Para mais odds sobre outros torneios ou modalidades esportivas, a Trivela traz mais para você.