Após recorde de vagas decididas nas penalidades na abertura do mata-mata, o que esperar das quartas de final?

A Copa do Mundo de 2018 vai se provando o Mundial dos pênaltis. Nunca na história do torneio tivemos tantas situações de jogo em que a bola foi colocada na marca da cal. É o efeito VAR, recurso tecnológico que ajudou parte das 24 penalidades anotadas na fase de grupos – o número é maior que os últimos dois mundiais juntos (2010 e 2014), que combinaram para 20 penalidades na primeira fase. O mata-mata chegou e uma outra situação em que o pênalti é decisivo tem chamado atenção. Com as oitavas de final batendo recorde de decisões de pênaltis e a nova possibilidade de isso acontecer nas quartas, é importante sabermos que as casas de apostas dizem. Será que é lucrativo investir nas definições dos semifinalistas através do tiro livre de 11 metros? É isso que vamos abordar com as cotações do OddsShark.com.

Se você ainda está em dúvida de como uma aposta funciona, dá só uma olhada no nosso infográfico. É só clicar aqui que você entenderá o be-a-bá das cotações.

Recorde

Depois de a primeira fase do Mundial na Rússia chamar à atenção pelas penalidades máximas – muitas, ajudadas pelo recurso tecnológico – , a decisão na marca da cal é que protagonizou as oitavas de final. Três das oito vagas foram definidas nas cobranças alternadas. O número faz deste torneio o recordista de toda a história em confrontos terminados desta forma na abertura do mata-mata, batendo a edição de 2014, no Brasil, quando a própria Seleção Brasileira bateu o Chile por 3 a 2 e a Costa Rica venceu a Grécia por 5 a 4.

A primeira delas foi vencida pela Rússia, que graças ao goleiro Igor Akinfeev, autor de dois pênaltis defendidos, proporcionou a maior zebra da fase superando a Espanha em 4 a 3 – 1 a 1 no tempo regulamentar. O adversário russo também saiu das penalidades. É a Croácia, que passou sufoco para fazer valer a condição de favorita contra a Dinamarca. E olha que a equipe teve direito a pênalti com bola rolando, mas Modric parou em Schmeichel. Nas cobranças alternadas, os favoritos venceram – odds de R$ 11,00 – graças as três defesas de Subasic.

E, por fim, a Inglaterra, que exorcizou o trauma de três eliminações nas penalidades em Copas do Mundo (para Alemanha, em 1990; Argentina, em 1998; e Portugal, em 2006). A seleção chamada de Three Lions bateu a Colômbia por 5 a 4 e, de quebra, gerou lucro de 900% entre os apostadores do OddsShark.com.

E as quartas de final?

Com os quadrifinalistas definidos, será que esta onda de pênaltis continuará? Uruguai e França, por exemplo, que abrem a nova fase do Mundial, tem a partida cotada em R$ 5,50 para ser decidida nas cobranças alternadas. Será que a equipe celeste, dona da defesa menos vazada do torneio ao lado do Brasil, com um gol sofrido, conseguirá parar o ataque formado por Mbappé e Griezmann? Eliminação sul-americana nas penalidades paga R$ 6,00, contra R$ 5,00 dos Les Bleus.

O panorama é o mesmo entre Brasil e Bélgica, que coloca frente a frente o melhor ataque (12 gols dos belgas) e a melhor defesa (um gol sofrido pelos tupiniquins). A expectativa de um jogo aberto, que terá o duelo do sólido setor defensivo, de Alisson, Thiago Silva e Miranda, diante do quarteto Lukaku, Mertens, Hazard e De Bruyne, tem tudo ser definido ainda no tempo regulamentar. É só olharmos para os odds, que pagam R$ 1,11 para o jogo terminando nos 90 minutos. A Seleção Brasileira tem leve favoritismo, com odds de R$ 2,10, mas isso só nas apostas esportivas, já que os Diabos Vermelhos estão propensos a entrar para a história – taxa de R$ 3,50 para vitória europeia. Caso a partida vá para a marca da cal, a cotação é de R$ 6,50.

Empolgada por acabar com o fantasma dos pênaltis, ao vencer a Colômbia, a Inglaterra terá um duro confronto com a Suécia. Apesar da disparidade nos odds, já que o time inglês é cotado em R$ 1,90 para vencer o embate, contra R$ 5,00 dos suecos, vale destacar a possibilidade das cobranças alternadas, que são avaliadas em R$ 5,50.

Encerrando as quartas temos duas seleções já acostumadas com a pressão das penalidades nesta edição. A anfitriã Rússia chega em êxtase após derrubar a Espanha para enfrentar a Croácia, responsável por derrubar a Dinamarca. Com um time mais técnico, os croatas levam vantagem nas cotações, com taxa R$ 2,25. Mas a confiança russa e pressão da torcida local podem ser um fator contra os atuais favoritos. Até por isso, o risco de eliminação na marca da cal é o mesmo para as duas equipes em termos de apostas. Ambas são cotadas em R$ 5,00 para caírem nos pênaltis.

Confira os odds das quartas de final da Copa do Mundo:

06/07 – 11h00 – (R$ 4,50) Uruguai x França (R$ 2,00); empate (R$ 3,25)
06/07 – 15h00 – (R$ 2,10) Brasil x Bélgica (R$ 3,50); empate (R$ 3,40)
07/07 – 11h00 – (R$ 1,90) Inglaterra x Suécia (R$ 5,00); empate (R$ 3,30)
07/07 – 15h00 – (R$ 3,90) Rússia x Croácia (R$ 2,25); empate (R$ 3,10)

Confira outros odds do futebol internacional na Trivela.