Apostar em vitória do Brasil contra a Argentina rende mais do que o dobro do valor investido

Com somente cinco pontos separando o líder do sexto colocado, as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018 têm sido as mais empolgantes dos últimos tempos. E a promessa para a 11ª rodada, nesta quinta-feira (10), é de extremo equilíbrio nos cinco jogos programados. E se você pensar em apostar, saiba que o confronto mais quente da noite, Brasil x Argentina, pode render muito bem.

A jornada começa às 18h30 (de Brasília) com Colômbia x Chile no Estádio Metropolitano Roberto Meléndez, na cidade de Barranquilla. É o confronto de duas seleções que buscam ascensão na tabela. A Colômbia ocupa a quarta colocação, enquanto o Chile está em quinto. A diferença entre ambas é de somente um ponto depois de dez rodadas disputadas, 17×16 para a Colômbia.

O time comandado pelo técnico argentino José Pekerman entra no confronto com amplo favoritismo nas apostas: a vitória da Colômbia devolveria R$ 1,85, enquanto o triunfo do Chile fora de casa renderia R$ 4,50, um valor a ser observado com atenção para uma seleção que vem de dois títulos nas duas últimas Copas Américas disputadas. O empate em confronto tão parelho também seduz: paga R$ 3,75, de acordo com as estatísticas do Oddsshark.com/br.

Às 21h00, no mítico Estádio Centenário de Montevidéu, é a vez de Uruguai x Equador, outras duas seleções emboladas na tabela. O Uruguai é o vice-líder, com 20 pontos, enquanto o Equador carrega a terceira colocação, com três pontos a menos.

O favoritismo uruguaio também é visível nas cotações: R$ 1,61 em caso de vitória, contra R$ 6,00 de devolução com o triunfo equatoriano. No jogo da ida, em Quito, o Equador venceu e convenceu: 2 a 1.

Às 21h30, dois jogos de seleções de menor tradição: Paraguai x Peru, em Assunção, e Venezuela x Bolívia, na cidade venezuelana de Maturín. Jogando em casa, Paraguai e Venezuela são destacados favoritos, pagando R$ 1,83 e R$ 1,60, respectivamente. Entre os visitantes, o que aparece como maior zebra é a Bolívia, que devolve R$ 6,00, contra R$ 5,00 de retorno no eventual triunfo do Peru em Assunção.

Às 21h45, no Mineirão, em Belo Horizonte, será disputado o jogo que é para muitos o maior clássico do futebol mundial: Brasil x Argentina em confronto oficial e com ambas as seleções bastante necessitadas em busca dos três pontos.

No caso do Brasil, a razão é bem mais agradável que a da Argentina. O time do técnico Tite vive uma lua de mel com a torcida desde que o treinador assumiu a equipe e enfileirou quatro vitórias seguidas. Será a primeira vez que Tite enfrenta a Argentina, e ele terá à sua disposição o que o Brasil oferece de melhor, incluindo o fortíssimo ataque composto por Renato Augusto, Philippe Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus.

De negativo, apenas a lembrança recente que o Mineirão traz. Esta será a primeira vez que a seleção brasileira vai atuar lá depois da surpreendente derrota por 7 a 1 para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo.

O que passou não entra em campo, apontam muitos especialistas. A vitória brasileira no “Superclássico” vai devolver ao apostador um ótimo lucro de 210% – ou seja, R$ 2,10 a cada R$ 1,00, segundo o Oddsshark.com/br. O empate está cotado em R$ 3,30. A vitória da Argentina renderia interessantes R$ 4,00, mas o momento da seleção vizinha não está empolgando em nada os sempre exigentes torcedores argentinos.

A Seleção não engrenou desde que Edgardo Bauza assumiu o comando da equipe, há quatro jogos. Bauza, neste sentido, vive uma situação oposta à que hoje desfruta Tite. Bastante criticado e apontado até como eventual demitido depois desta jornada dupla das Eliminatórias, o ex-técnico do São Paulo contará nesta quinta-feira no Mineirão com um ataque realmente dos sonhos, formado por Messi, Di María e Higuaín. Agüero, tão criticado quanto Bauza, desta vez vai ficar no banco.

A seleção argentina já deu sinais de que vai jogar fechada na defesa e deve se contentar com um empate contra o líder Brasil em Belo Horizonte. O ponto somado seria crucial na insana disputa da Argentina para não ficar fora do próximo Mundial. O time de Bauza hoje estaria fora da Copa: ocupa apenas a sexta colocação.

O empate serviria para ratificar o que houve no primeiro turno. No Monumental de Núñez, Argentina e Brasil ficaram no 1 a 1, gols de Lavezzi e Lucas Lima.

Confira, com o Oddsshark.com/br, a 11ª rodada completa das Eliminatórias Sul-Americanas:

18h30 – Colômbia (1,85) x Chile (4,50). Empate: 3,75
21h00 – Uruguai (1,61) x Equador (6,50). Empate: 4,00
21h30 – Paraguai (1,83) x Peru (5,00). Empate: 3,60
21h30 – Venezuela (1,60) x Bolívia (6,00). Empate: 4,33
21h45 – Brasil (2,10) x Argentina (4,00). Empate: 3,30