Cautela pode ser peça-chave para as apostas de Flamengo x Cruzeiro na abertura da final da Copa do Brasil

Para muitos, o campeonato mais emocionante do país. Para outros, o torneio cujo o caminho é considerado o mais rápido para a Copa Libertadores. A edição 2017 da Copa do Brasil começa a ser decidida nesta quinta-feira (7 de setembro) entre dois dos principais clubes do território nacional. Os multicampeões Flamengo e Cruzeiro iniciam a decisão do mata-mata a partir das 21h45, no Maracanã, tentando amenizar uma temporada de altos e baixos. Quem larga na frente? É isso que vamos discutir hoje na coluna do OddsShark.com na Trivela e apontar as principais oportunidades de rendimentos através das apostas de futebol. Vamos nessa?

A defesa é o melhor ataque

Flamengo e Cruzeiro chegam para a decisão apostando em suas armas defensivas para bloquear o adversário. Apesar de a final não ter o mesmo regulamento das fases anteriores, em que o gol fora possuía grande importância, ninguém quer tomar gol, não é?

Desde a chegada do colombiano Reinaldo Rueda, os rubro-negros estão bem mais aliviados. Isso porque o setor era muito questionado quando Zé Ricardo era o comandante. Com o treinador estrangeiro, foram quatro jogos – três vitórias e um empate – e nenhum gol sofrido. A mudança de postura é clara, mas será o suficiente para o Mengão, que é cotado em R$ 1,83 para cada real investido no OddsShark.com, superar o rival?

Se você conhece Mano Menezes, sabe que o técnico gaúcho também é adepto de um estilo de jogo que tem como característica uma forte defesa. Na semifinal, por exemplo, ela foi fundamental contra o Grêmio. A dupla de zaga Léo e Murilo parou Luan e Lucas Barrios, devolveu 1 a 0 e levou a decisão para os pênaltis. Bom, o final da história você já conhece. 

Bola na rede?

Com duas equipes priorizando as defesas, é bom olharmos com carinho para uma partida com baixo número de gols. Isso se reflete nos odds, que são considerados baixos e que mostram uma possível cautela das duas equipes. Investir em jogo com menos de 2.5 gols representa ganho pouco superior a 50%, com taxa original de R$ 1,53.

Uma explicação pode ser a ausência do principal nome do ataque do Flamengo. Paolo Guerrero, artilheiro do clube no ano com 19 gols, está suspenso. O substituto do peruano, o jovem Felipe Vizeu, está machucado. Assim, a responsabilidade pode ficar por conta do garoto Vinicius Júnior. Ele participaria de um sistema com três atacantes, que inclui Berrío e Éverton. Lucas Paquetá também surge como opção, já que atuou improvisado por ali.

Já no gol, o titular é uma incógnita, uma vez que o dono da posição, Diego Alves, chegou ao clube após o período de inscrições. Alex Muralha, até então favorito para iniciar jogando, tem cometido muitas falhas e já não tem mais a confiança da torcida. Assim, Thiago pode ganhar uma chance, mas sua inexperiência pesa. Ainda mais se falarmos de um rival que conta com Thiago Neves, com 12 gols no ano, Alisson e companhia. Uma partida acima de 2.5 gols tem odds falando “grosso”, de R$ 2,40 segundo o OddsShark.com.

Do outro lado, a Raposa – R$ 4,75 nos odds – confirmou a presença de Lucas Romero entre os relacionados. O paraguaio se recuperou de dores no tornozelo, porém ele só fica no banco. Ezequiel será o titular, segundo informado por Mano Menezes. No ataque, Sassá, que já atuou na competição pelo Botafogo, não joga. Portanto, o experiente Rafael Sóbis deve ser o encarregado por puxar a linha de frente, com Raniel como opção.

Prováveis escalações

Flamengo: Thiago (Alex Muralha), Rodinei, Réver, Ruan, Pará; Cuéllar, Willian Arão, Diego; Berrío, Vinícius Júnior (Paquetá) e Éverton.

Cruzeiro: Fábio; Ezequiel (Lucas Romero), Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique e Hudson; Robinho, Thiago Neves, Alisson e Rafael Sobis (Raniel).

Estatísticas não mentem?

Em comum, Flamengo e Cruzeiro encaram sua sétima decisão de Copa do Brasil. A diferença está no número de títulos da equipe celeste, que faturou a competição em quatro oportunidades: 1993, 1996, 2000 e 2003. O último foi justamente diante do rival de logo mais. Um empate entre 1 a 1 no Maracanã e vitória por 3 a 1 no Mineirão marcou a conquista da China Azul no ano em que o clube alcançaria a Tríplice Coroa. Já o Mengão é tricampeão: 1990, 2006 e 2013. A conquista mais recente foi marcada pela saída meses antes de Mano Menezes, agora comandante da Raposa, quando a equipe estava nas quartas de final. Um mistério que até hoje ninguém entende.

A igualdade entre os dois clubes fica mais evidente se puxarmos um outro dado sobre suas participações na abertura da final. O Flamengo nunca perdeu o primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil. Já o Cruzeiro caiu apenas uma vez, em 2014, diante do rival Atlético Mineiro (2 a 0).

Por isso, é bom olharmos para um possível empate: R$ 3,25. Já igualdade sem gols paga R$ 7,00, contra R$ 5,00 com rubro-negros e celestes balançando as redes.

Confira os odds da final da Copa do Brasil 2017:

07/09 – 21:45 – Flamengo (R$ 1,83) x Cruzeiro (R$ 4,75); empate (R$ 3,25)