Com argentinos na torcida, Brasil encara Chile sem pressão e com favoritismo

Quem diria que nesta terça-feira (10) todo argentino torcerá também pela seleção brasileira? Pois é exatamente o que acontecerá na última rodada das Eliminatórias Sul-Americana para a Copa do Mundo de 2018. Na sexta colocação, a Argentina precisa desesperadamente vencer o Equador fora de casa e ainda torcer por vitória do Brasil diante do Chile para poder se classificar diretamente para o torneio mais aguardado do ano que vem. Se você curte apostas em futebol, os duelos também são um prato cheio.

É claro que antes de se preocupar com o que acontecerá no Allianz Parque, os albicelestes precisam cumprir o seu papel diante dos equatorianos – o que não vem sendo uma tarefa fácil para os comandados de Jorge Sampaoli, que não vencem há quatro rodadas. Mas imaginando uma rodada perfeita e que Messi & cia voltem a achar o caminho do bom futebol, uma simples vitória fora de casa já coloca a Argentina ao menos na repescagem, já que Peru e Colômbia, quarto e terceiro, respectivamente, se enfrentam. Mas o sofrimento poderá ser ainda menor se o Brasil vencer, porque, neste caso ,os argentinos avançariam ao menos duas posições e já estariam no Mundial da Rússia.

Brasil x Chile

Neste espaço, vamos analisar especificamente o duelo entre Brasil e Chile. Assim como todas as outras partidas da rodada, o confronto terá início às 20h30 (horário de Brasília), e marcará o reencontro de Gabriel Jesus com o Allianz Parque, onde surgiu para o mundo do futebol quando defendia as cores do Palmeiras. E nada melhor do que se sentir em casa para fazer o camisa 9 da seleção desencantar e voltar a marcar. Apesar de suas boas apresentações recentes com a Amarelinha e pelo Manchester City, o jovem de 20 anos não marca pela seleção brasileira desde novembro de 2016.

Se você acha que os bons ares do estádio que o consagrou farão com que Jesus volte a balançar as redes, saiba que você pode investir nisso. De acordo com o OddsShark.com, se o camisa 9 fizer o primeiro gol da partida, o sujeito que apostou nisso pode levar para casa R$ 4,75 por real colocado. E se o ex-palmeirense marcar a qualquer momento da partida, esse número cai para R$ 2,05 mas ainda se apresenta como um investimento bastante lucrativo, já que mais do que dobra o seu capital.

Outra situação curiosa de se colocar uma grana é a possibilidade de que as duas seleções marquem. Isso é bem possível, já que o Chile fará de tudo para sair com um resultado positivo ou, se tomar algum gol, buscar ao menos o empate. Desde modo, caso as duas equipes encontrem o caminho das redes o retorno é de R$ 1,75 por real apostado.

Agora, se você não é dos mais ousados e prefere um investimento de menos risco e também não tão específico, não tem problema. Mostramos aqui também os números básicos para este confronto. Ainda segundo o OddsShark.com, uma vitória do Brasil paga R$ 1,73 por real colocado e é o investimento mais seguro de se fazer. Afinal, o time de Tite está de bem com a vida e vem mostrando um futebol de muita qualidade nessa reta final das Eliminatórias.

Já o triunfo do Chile, que não contará justamente com Arturo Vidal, uma de suas principais estrelas e que está suspenso, gera excelentes R$ 4,73 por real colocado. Não poderia ser diferente, afinal, trata-se do azarão. Agora, se você é um cara mais em cima do muro e acha que a seleção brasileira pode pegar mais leve diante de um adversário que quer muito a vitória e isso igualar as condições, o empate paga R$ 3,81. É só escolher e torcer! Boa sorte!

Confira abaixo as cotações da última rodada das Eliminatórias Sul-americana para a Copa, e para ter acesso a mais odds, a Trivela mostra para você:

Ter (10/10) – 20:30 – Brasil (1.73) x (4.73) Chile – Empate 3.81
Ter (10/10) – 20:30 – Equador (7.44) x (1.44) Argentina – Empate 4.53
Ter (10/10) – 20:30 – Paraguai (1.33) x (9.33) Venezuela – Empate 5.14
Ter (10/10) – 20:30 – Peru (2.39) x (2.91) Colômbia – Empate 3.46
Ter (10/10) – 20:30 – Uruguai (1.13) x (21.39) Bolívia – Empate 8.27