Confira os palpites mais lucrativos na definição das quartas de final do futebol feminino na Rio 2016

A terça-feira promete muitas emoções e torcida, até o último minuto, na definição dos países classificados para as quartas de final do torneio olímpico de futebol feminino dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Serão seis partidas nos grupos E,F e G, sendo todas no mesmo horário. Veja o que o Oddsshark.com/br preparou para que você tenha o melhor retorno sobre seus investimentos.

Grupo F

Os primeiros duelos do dia acontecem na chave F, às 16h. Um deles será entre o Canadá, já classificado com seis pontos, contra a Alemanha, praticamente garantida com quatro pontos, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. E o placar igual, que pagará R$ 4,75 por cada real investido, interessa muito às duas seleções, pois assim, passariam de fase juntas, com as canadenses liderando o grupo e as alemãs em segundo. A Austrália, atualmente com um ponto, não teria como alcançá-las.

Mas há um detalhe bastante curioso: mesmo com a ótima campanha, a vitória do Canadá é bastante valorizada, já que o retorno sobre as aplicações será seis vezes maior, no que se configura em um “palpite de ouro”. Em caso de triunfo germânico, o pagamento será de R$ 1,50 sobre cada real.

No outro duelo da chave, a expectativa é de que a Austrália não tenha qualquer dificuldade para passar sobre a fraquíssima equipe do Zimbábue (que tomou nove gols em duas partidas) na Arena Fonte Nova. Aliás, esse é um confronto que reserva muitas possibilidades de lucros bem interessantes.

Além da improvável vitória das africanas, com pomposa margem de resgate de R$ 34,00 por cada R$ 1 investido, uma outra modalidade de aposta lucrativa é crer que as australianas venceriam o jogo por apenas 1 a 0, tanto no primeiro como no segundo tempo, o que renderia o ótimo prêmio de R$ 36,00 sobre cada real aplicado, enquanto o empate paga 17 vezes mais. Um triunfo australiano sem qualquer determinação de meta possibilitaria o lucro de R$ 1,05/R$ 1.

Grupo G

Fiquem de olho, também, no que reserva o grupo G, cujas duas partidas decisivas serão realizadas às 19h. Mesmo à noite, a expectativa é de muito calor nas arquibancadas da Arena da Amazônia e também no campo, para o duelo entre Estados Unidos e Colômbia. Com remotas chances de classificação, as colombianas buscam um verdadeiro milagre para alcançar as quartas de final: vencer as atuais campeãs olímpicas já garantidas no mata-mata, além de ficar entre as duas melhores terceiras colocadas das três chaves.

Sendo assim, você já sabe: quanto maior a missão, maior é o prêmio. O triunfo das sul-americanas pagará R$ 17,00 por cada real. Sonhar não custa nada, não é? Com as estadunidenses relaxadas e sem a obrigação de vencer, a Colômbia pode até arrancar um empate, que multiplicaria em dez vezes os investimentos para quem confiar neste palpite. Um simples triunfo dos EUA rende R$ 1,10/R$ 1. Agora, se você apostar que as meninas da Terra do Tio Sam vão ganhar por menos de três gols, o lucro é de R$ 2,70 por cada aplicação de R$ 1.

Empatadas com três pontos, Nova Zelândia e França enfrentam-se na Arena Fonte Nova, no mesmo horário. E, de acordo com o Oddsshark.com/br, investir no time da Oceania garante lucro treze vezes maior sobre qualquer aplicação. Mas se você confia que o jogo vai terminar com o marcador igualado, há a expectativa de uma boa quantidade de zeros na sua conta bancária, graças à margem de retorno de R$ 6,00 por cada real investido. Favoritas, as francesas renderiam 20% de lucro aos apostadores.

Situação do grupo de Brasil

E às 22h será a vez de as meninas do Brasil entrarem em campo para enfrentar a virtualmente eliminada África do Sul, na Arena da Amazônia, pelo grupo E. Com ótima campanha e vaga garantida nas quartas de final, a Seleção Brasileira é um time compromissado com a ofensividade. Portanto, é muito improvável que os torcedores não vejam qualquer outro resultado senão a vitória do time treinado por Vadão, o que rende 10% de lucro sobre as aplicações.

Dentre as várias opções de aposta determinando uma meta, destaque para o número de gols par ou ímpar do Brasil. Em ambos os casos, quem acertar o palpite recebe R$ 1,83 por cada real. Agora, sobre os placares remotos, a rentabilidade é alta, seja no empate (R$ 10,00/R$ 1) ou mesmo em uma zebra sul-africana (R$ 17,00/R$ 1).

Fechando a chave E, temos o duelo entre chinesas e suecas, que apresenta as seguintes possibilidades:

China (R$ 3,75) x Suécia (R$ 2,10)  – empate paga R$ 3,10.