Domínio do City na Premier League gera várias possibilidades de apostas

Quem já esteve na Inglaterra sabe bem que os ingleses não expandiram apenas o futebol. O país é também o histórico propulsor das apostas, algo tão comum na cultura local como o chá ou o Big Ben. E a dica da vez do site especializado OddsShark.com mostra bem como a criatividade inglesa nas apostas de futebol parece inesgotável até mesmo quando a situação nos gramados não é das mais equilibradas ou animadoras.

O Manchester City é a grande potência da Premier League neste momento, com uma campanha que deve chegar ao fim com um lugar de destaque na história. A equipe de Pep Guardiola soma até aqui nada menos que 65 pontos em 24 rodadas. A vantagem para o vice-líder, o Manchester United, já é de 12 pontos (65 a 53). O City soma 21 vitórias e 2 empates, com uma única derrota, sofrida para o Liverpool em um 4 a 3 dos mais loucos.

A superioridade do Manchester City já é tão marcante que algumas casas já criaram opções de apostas excluindo a equipe de Guardiola da classificação final. Apostar em quem vai chegar em segundo, por exemplo, pode render um lucro interessante. E a briga é apertada. O favoritismo de momento é do Manchester United, que paga R$ 2,10 a cada R$ 1,00 apostado, mas o Chelsea está perto, devolvendo R$ 2,87/R$ 1,00. Fechando o “top 3” desta opção aparece o Liverpool, retornando R$ 5,00/R$ 1,00, de acordo com o levantamento do OddsShark.com.

Vale conferir a pontuação de cada um dos três. Depois de 24 rodadas, o United soma 53 pontos, contra 50 do Chelsea e 47 do Liverpool. Ainda restam 14 jogos para o fim.

Outra aposta inusitada – e possível apenas quando há uma equipe muito à frente das rivais – diz respeito sobre o total de pontos que o City vai ostentar quando a Premier League chegar ao fim. Caso Guardiola, Agüero e Gabriel Jesus concluam o campeonato com mais de 95 pontos, o retorno será só de R$ 1,36 a cada R$ 1,00 investido. Supor uma queda de rendimento da equipe nas 14 rodadas finais pode ser bem mais lucrativo – o City paga R$ 3,25/R$ 1,00 caso conclua a competição com menos de 95 pontos.  Vale reforçar: em 24 jogos, o City já somou 65; seriam só mais 30 pontos nas 14 partidas que restam.

A melhor campanha da história da Premier League é a do Chelsea na temporada 2004/2005, quando somou 95 pontos (aproveitamento de 83,4%). É exatamente esta a razão para se saber se o City vai superar esta marca.

Outra possibilidade interessante para se prever a quantidade final da equipe de Guardiola é a soma de gols. Caso seja mais de 103, o valor de retorno é de R$ 1,40/R$ 1,00; se for menos que esses 103, a devolução é de R$ 3,00 cravados a cada R$ 1,00 investido. E o Manchester City tem, sim, grandes chances de atingir esta marca na exigente Premier League. O ataque da equipe até agora respondeu por 70 gols (média de 2,9 por partida). Seguindo esta média, o time terminaria a temporada beirando os 110 gols. Para se ter ideia, o recorde de gols na Inglaterra é também do Chelsea, que atingiu 103 tentos na temporada 2009/10.

Outro espanto é a modalidade de aposta que prevê a distância do City para o segundo colocado. Um dos números usados pelas casas é mostrar que a equipe vai terminar a competição com mais que 18 pontos de vantagem para o vice-campeão. Convenhamos: é uma excelente margem.  

Caso a folga seja acima desses 18 pontos, o lucro do apostador será de R$ 1,66 a cada R$ 1,00 apostado, ainda de acordo com o OddsShark.com. Há de novo uma tendência a encarar uma queda da equipe de Guardiola como algo bastante improvável: se a distância for inferior a 18 pontos, o apostador teria o retorno de R$ 2,10/R$ 1,00.

A última aposta a respeito do domínio celeste na Inglaterra é a opção que crava a invencibilidade do City jogando em casa. Caso isso ocorra, a devolução será de R$ 1,72/R$ 1,00. O time até aqui atuou 12 vezes no Estádio Etihad. E foram nada menos que 11 vitórias e só um empatezinho, contra o Everton, na segunda rodada da competição, um 1 a 1 cada vez mais perdido no passado – ele ocorreu ainda em agosto.

Confira outros odds do futebol brasileiro e internacional na Trivela.