Famigerada Primeira Liga traz final com Atlético Mineiro favorito ao título contra Londrina

Dia 24 de janeiro. Faz tempo. A temporada 2017 ainda dava seus primeiros passos no Brasil. Começava a segunda edição da Copa da Primeira Liga, que foi uma tentativa, um embrião se assim podemos melhor definir, de criar uma opção à CBF com o controle do Campeonato Brasileiro. A edição do ano passado, que teve o Fluminense como primeiro campeão, foi um tanto razoável. Pelo menos, transcorreu com um calendário linear – 27 de janeiro a 20 de abril.

No segundo ano da Primeira Liga, o que chegou como uma promessa de competição com potencial para trazer mais recursos aos clubes acabou transformando-se em um fardo. A tônica da competição é uma só: falta de continuidade, quando os jogos aconteceram nas brechas do já inchado calendário do futebol brasileiro. Com isso, o interesse das torcidas, que já era pouco, virou nulo. Pior, os técnicos muitas vezes não mandavam a campo nem os reservas, quando os garotos do sub-20 ganhavam a chance de dar seus primeiros passos no profissional. Quer saber como lucrar no duelo derradeiro da CPL? Fique atento aos números e a projeção do Oddsshark.com.

Londrina x Atlético Mineiro

Eis que chega o dia da decisão. Nesta quarta-feira (4), às 21h45 (horário de Brasília), Londrina e Atlético Mineiro fazem a final em jogo único para definir o campeão. O discurso de desvalorização da competição que pontuou o início do texto foi endossado pelos clubes grandes, mas levar a taça para Belo Horizonte é questão de honra para o Galo. Em uma temporada melancólica, a conquista de um título nacional amenizaria um pouco a sensação de fracasso de um elenco tão caro, mas que entregou tão pouco.

Mesmo no estádio do Café, os atleticanos são favoritos à vitória, quando este palpite garante o pagamento de R$ 1,83 sobre cada real. Mas os donos da casa chegam motivados. O Tubarão quer compensar a inferioridade técnica com raça, superação e (por que não?) um pouco de sorte. Se os paranaenses conseguirem o triunfo, os investidores ficam com o rendimento de 350%, enquanto o empate vale R$ 3,50 sobre cada real, segundo o Oddsshark.com.

Panorama do Atlético Mineiro

Em seu segundo jogo à frente do Atlético, Oswaldo de Oliveira não poderá contar com Luan de início, quando ele ficará como opção no banco de reservas. O atacante chegou à Londrina depois do restante da delegação, já que estava se tratando de dores musculares em Belo Horizonte. O “Menino Maluquinho” não atuou no importante triunfo sobre o Atlético Paranaense, pelo Brasileirão.

Do sistema ofensivo partimos para a defesa. Na zaga, Leonardo Silva está fora. Apesar de contar com diversas opções, como Felipe Santana, Matheus Mancini e Bremer, Erazo deve começar a partida ao lado de Gabriel. Mas, num todo, o Galo vai a campo com o que tem de melhor, incluindo a perigosa dupla de frente formada pelos experientes Fred e Robinho.

Londrina

Embalado após a goleada por 4 a 1 sobre o CRB na Segundona, o Londrina entrará em campo com força máxima, com exceção do capitão do time, Germano, que cumprirá suspensão.

Prováveis escalações:

LONDRINA: César; Lucas Ramón, Dirceu, Édson Silva e Ayrton; Rômulo, Jumar e Jardel; Negueba, Carlos Henrique e Artur.
Técnico: Cláudio Tencati

ATLÉTICO MINEIRO: Victor; Alex Silva, Erazo, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Elias, Valdívia e Cazares; Robinho e Fred.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Melhores opções de investimento

Abaixo, separamos algumas possibilidades especiais para você aplicar seu dinheiro com enorme chance de retorno, de acordo com o Oddsshark.com:

Atlético Mineiro marcará gols nos dois tempos – R$ 3,80/R$ 1

Ambos os times irão balançar as redes – R$ 2,10/R$ 1

Vitória do Galo de virada: R$ 15,00/R$ 1

Não precisa ser um expert em apostas de futebol para colocar o Clube Atlético Mineiro como o grande favorito para faturar a segunda edição da Copa da Primeira Liga. Com a motivação de buscar um título que pode acalmar um pouco a torcida e pensando na sequência do Brasileirão, os atletas do Galo sabem da importância de um resultado positivo.

A perda da taça, apesar de não ser muita valorizada, pode representar mais uma turbulência na Cidade do Galo, onde Oswaldo de Oliveira parece ter se encontrado. Não será com baile de bola, mas os mineiros faturam o caneco com um triunfo por um tento de margem.