Guia do Iniciante: o que você precisa saber para começar a apostar em esportes

Os tempos modernos são caracterizados por muitas coisas – e entre elas estão a dificuldade econômica e o aumento maciço da tecnologia. Quem curte as apostas de futebol já sabe muito bem: acompanhar os principais campeonatos e cavar as melhores possibilidades de investimento pode salvar o bolso em um momento financeiro delicado para grande parte da população mundial. Para explicar direitinho o que é preciso fazer para começar a apostar, o site especializado OddsShark.com traz agora um pequeno tutorial para o apostador iniciante ter segurança neste seu começo.

Uma ajudinha do exterior

Quem já esteve na Inglaterra, por exemplo, sabe como as casas de apostas são mais do que comuns por lá. É um traço forte da cultura do país, uma maneira de viver. Criar uma casa de apostas no Brasil é proibido pelo monopólio instituído pelo Governo Federal e suas casas lotéricas. Mas hoje os sites do mundo prestam este serviço ao apostador com comodidade, rapidez e guias 100% em português.

Apostar no Brasil, claro, não é proibido. As loterias estão aí para demonstrar. Os sites estrangeiros tampouco têm restrições a brasileiros – as principais páginas são largamente utilizadas pelos apostadores do país. Há apenas um pequeno número de sites que não entende o apostador brasileiro por questões de logística, mas esta limitação vem caindo a cada dia.

Criar uma conta nos principais sites é bastante fácil – tão simples quanto se cadastrar em qualquer outro ramo da internet atual. O OddsShark.com traz um passo a passo completo do que é preciso saber: basta clicar na seção “apostas”, no cabeçalho principal, e depois no “guia de apostas”, logo abaixo.

Fácil, já deu para perceber que é. Lucrativo, também pode ser. Basta ter uma dose de conhecimento e de familiaridade com o assunto. E o principal: é sempre uma boa diversão.

Ganhando logo de cara

Muitos sites de casas de apostas oferecem bônus justamente para propiciar esta familiaridade. O OddsShark.com lista tudo em detalhes, mas há bônus, por exemplo, de 100% até R$ 200 – ou seja, o apostador que incluir R$ 200 em seu cadastro recebe o dobro de créditos para fazer suas apostas. Tal serviço é oferecido pelos sites Bodog e Betway, dois dos melhores sites de apostas do Brasil. Todas as grandes páginas têm atrações para o usuário: o Bumbet, por exemplo, promete um bônus de R$ 150, algo semelhante ao que destinam outras casas como o Bet365 e a Bovada.

É claro que os macetes vêm aos poucos. O apostador experiente tem uma máxima: sempre cuidar do bolso. Estar em um ambiente virtual não deve mudar em nada esta conduta. É claro que a sorte faz e sempre vai fazer parte de qualquer esporte, mas é plenamente possível se resguardar e jamais rasgar dinheiro só porque é uma aposta.

Um excelente exemplo veio deste último final de semana. O Manchester City arrasou o Watford por 4 a 1. O Barcelona fez o mesmo: atropelou o Levante por 3 a 0, enquanto o Paris Saint-Germain destroçou o Rennes por 6 a 1 na Copa da França.

Os três times entraram como grandes favoritos nas três partidas. O City pagou R$ 1,12 a cada R$ 1,00 investido – um lucro de 12% sobre a aposta. O Barça devolveu R$ 1,04/R$ 1,00, como se costuma apresentar, enquanto o PSG retornou R$ 1,18 a cada R$ 1,00.

Como os três resultados surgiam de antemão como perfeitamente viáveis, quem, por exemplo, investiu R$ 10 em cada um dos favoritos – somando um total de R$ 30 – pôde desembolsar R$ 33,40. É um lucro pequeno, claro, mas que pode se multiplicar pelas mais diversas rodadas, compondo um interessante reforço no orçamento mensal e anual. Nas apostas, é interessante olhar o bosque, não apenas uma única árvore.

Uma outra característica das apostas: quando o favoritismo de um time é tão grande assim, a probabilidade de o resultado se concretizar é igualmente gigante. Não foram poucos os que colocaram R$ 100 nas vitórias tranquilíssimas de City, Barça e PSG. Com este valor investido, o triunfo do City pagou, então, R$ 112. O do Barça, 104. O do PSG, 118. Os R$ 300 apostados viraram R$ 334.

É claro que vitórias improváveis rendem mais, mas oferecem um risco maior ao dinheiro do apostador.

Para não ir tão longe, basta se lembrar do último tropeço do PSG no Campeonato Francês, quando perdeu de 2 a 1 para o Strasbourg e viu o apostador que farejou a zebra levar para casa nada menos que R$ 16,53 a cada R$ 1,00 destinado.

Esta é outra característica do apostador avançado: mesclar os investimentos em diferentes combinações. A cada aposta mais polpuda na vitória do PSG, por exemplo, convém separar valores menores para as possibilidades de empate e derrota.

O calendário é recheado, e as possibilidades de lucro também. Quem conhece um pouco mais sobre as apostas entende de verdade por que elas são tão fortes e presentes na Europa e nos Estados Unidos. E estão disponíveis a todos no Brasil. Só clicar e começar.

Confira outros odds do futebol brasileiro e internacional na Trivela.