Heptacampeão, Corinthians garantiu 55% de lucro a quem apostou na vitória contra o Fluminense

O Corinthians é um digno campeão brasileiro, confirmando o título com três rodadas de antecedência. A campanha é incontestável, com a equipe comandada por Fábio Carille liderando a competição desde a quinta rodada – especialmente pelo primeiro turno primoroso que fez. Agora, o alvinegro de Parque São Jorge tem sete conquistas na Série A, ficando atrás somente dos rivais paulistas Palmeiras (nove) e Santos (oito), na contagem unificada pela CBF.

No returno, o Corinthians sofreu uma queda de produção. Mas não só a “gordura” de pontos foi preponderante para que os corintianos se mantivessem na ponta da tabela até a confirmação do título, que veio na noite desta quarta, com a vitória sobre o Fluminense por 3 a 1 – resultado que garantiu o pagamento de R$ 1,55 sobre cada real, de acordo com o Oddsshark.com, um lucro, portanto, de 55%. Além dos méritos naturais (Fábio Carille, o grupo coeso, alguns destaques individuais, a força da torcida), há outro elemento que, de certa forma, deu um empurrãozinho nos alvinegros: o calendário.

Observe os seis clubes que vêm abaixo do novo campeão na tabela de classificação: Grêmio, Palmeiras, Santos, Cruzeiro, Botafogo e Flamengo. Todos, com exceção da Raposa, estiveram envolvidos na Copa Libertadores da América, da qual os gremistas são finalistas. Os santistas e os botafoguenses foram até as quartas de final, enquanto os palmeirenses saíram na etapa anterior. Apesar de ter sido eliminado na fase de grupos, o Fla passou para a Copa Sul-Americana, alcançando a semifinal, e chegou à decisão da Copa do Brasil, que foi conquistada pelos cruzeirenses, em setembro. Todos os times com o calendário cheio. Uma maratona que não afetou tanto o Corinthians, com menos compromissos.

Pela primeira vez na história, a Libertadores passou a ser disputada durante toda a temporada – de 23 de janeiro a 29 de novembro de 2017. No caso dos gremistas, a estratégia de Renato Gaúcho foi dar prioridade à busca pelo tricampeonato – o time encara o Lanús na finalíssima, que começa no próximo dia 22, e é favorito segundo as apostas de futebol. Além disso, os gaúchos foram longe na Copa do Brasil, quando caíram apenas na semifinal, diante do Cruzeiro, nos pênaltis. Sendo assim, o Campeonato Brasileiro teve que ser “sacrificado” pelo Tricolor, que disputou a parte dos jogos com uma formação mista ou mesmo os reservas. Em um torneio tão equilibrado, seguiu firme na segunda posição. A pergunta que fica é: tivesse o Grêmio a possibilidade de priorizar o Brasileirão, como fez o Corinthians, seu aproveitamento seria melhor?

Além do mais, outros clubes não possuíam tantas peças assim na rotação. Como os gremistas, Botafogo e Santos, que estiveram na Copa Libertadores até meados de setembro, deixaram alguns jogos do Brasileirão em segundo plano. Já o Palmeiras montou um grupo de estrelas, mas viveu uma temporada conturbada com duas mudanças de treinadores, Eduardo Baptista e Cuca. Na reta final do Brasileirão, o alviverde chegou a encostar no Corinthians, mas a derrota no confronto direto entre os arquirrivais, vencido pela equipe de Carille por 3 a 2, foi determinante para a arrancada corintiana.

É bem verdade que o Corinthians não participou apenas do Campeonato Brasileiro. As eliminações relativamente precoces na Copa do Brasil (16-avos de final, contra o Internacional) e na Copa Sul-Americana (oitavas, contra o Racing) abrandou a sequência de jogos. E o embalo logo no início do Campeonato Brasileiro permitiu que a pressão das quedas não afetasse tanto assim os alvinegros. A despedida na competição continental, sobretudo, já parecia algo sem tanta importância naquele momento, com o título da Série A pintando no horizonte. A derrocada no segundo turno deixou pontos de interrogação. Mas, ao final, o time de Fábio Carille emendou quatro vitórias seguintes e consumou a festa contra o Flu.

Agora, o Brasileirão se resume à definição dos classificados à fase de grupos e à etapa preliminar da Libertadores, os classificados para a Copa Sul-Americana e os rebaixados. O Oddsshark.com continuará revelando os números mais quentes até a 38ª rodada. Quer se dar bem em outras disputas esportivas? Então, fique sempre por dentro dos odds da Trivela!