Se adiar festa do Palmeiras, Chapecoense pode proporcionar lucro de 811%

Resta um. Então, não vamos falar do jogo de tabuleiro que ficou famoso na década de 1980, mas do que falta ao Palmeiras para soltar o grito de campeão brasileiro de 2016. No próximo domingo (27), às 17h (horário de Brasília), no Allianz Parque, basta um empate para o Verdão assegurar a taça. O motivo? A duas rodadas do fim da competição, a diferença do time alviverde para o Santos, vice-líder, é de seis pontos. Situação confortável de uma equipe que pouco oscilou, durante a disputa, e buscou na garra o elemento primordial para se manter no topo da tabela até o fim.

E entre Porco e Peixe, surge um coadjuvante que tem dado trabalho a muito time grande no Brasil e na América do Sul. Finalista da Copa Sul-Americana, a Chapecoense tem a chance de, pelo menos, adiar a confirmação da conquista palmeirense. Para isso, a vitória dos catarinense, cotada em R$ 8,11 sobre cada real (a maior da rodada), é essencial.

Excelente mandante, o Palmeiras quer brindar o torcedor com o triunfo, no que valorizaria ainda mais o título. E a campanha dos comandados de Cuca avaliza o palpite da confirmação de mais três pontos – com o pagamento de R$ 1,40 por R$ 1, segundo o Oddsshark.com/br – quando o Verdão alcançou 22 vitórias em 36 partidas disputadas até o momento. E o placar igual, que também decretaria o Verdão como campeão, de forma antecipada, vale R$ 4,41/R$ 1.

E no caso dos santistas? Bem, sobre as chances do time de Dorival Júnior, o único caminho é ganhar e secar. Mas não será fácil. No mesmo horário, o Alvinegro Praiano enfrenta o Flamengo, terceiro colocado, e até pouco tempo na disputa pelo título. E qual a motivação rubro-negro? São duas: assegurar uma posição no G-3, que garante vaga na fase de grupos da Copa Libertadores da América, e o vice-campeonato, que rende o prêmio de R$ 10,7 milhões. Portanto, saiba que o triunfo do Fla, em casa, traz a valorização de 225%, enquanto a margem de resgate, no resultado positivo do Santos, é de 329%. A coluna do meio confere a recompensa de R$ 3,15/R$ 1.

Sabadão de G-6

O Botafogo nadava de braçada rumo à vaga na Libertadores, mas as derrotas, nas duas últimas rodadas, representadas pelo preocupante jejum de quatro partidas sem marcar um golzinho sequer, complicaram a situação alvinegra, já que o Corinthians entrou firme na disputa – além de perder o quinto lugar para o Atlético Paranaense.

Mas o panorama ainda é positivo para o Glorioso, que depende só de si para se garantir no G-6. Além disso, no sábado (26), dia em que enfrenta a Ponte Preta, no Luso Brasileiro, às 20h (horário de Brasília), Timão e Furacão medem forças, no Itaquerão, uma hora depois. Se o Fogão bater a Macaca, no que faria render os aportes dos investidores em 74%, a torcida alvinegra pode ficar confiante de assistir à equipe pelos principais estádios sul-americanos no ano que vem. Alheio a tudo neste fim de Brasileirão, a Ponte, se ganhar a partida, faria o apostador obter 478% de valorização nas aplicações, contra 354%, na ocorrência de um empate, de acordo com o Oddsshark.com/br.

Agora, vamos lançar nossos holofotes no duelo que será realizado na capital paulista. É fato que a Fiel irá comparecer em peso para apoiar o Corinthians. E a vitória é fundamental para manter vivo o sonho de participar da Libertadores do ano que vem. Se os comandados de Oswaldo de Oliveira abaterem o rubro-negro paranaense, o pagamento será de R$ 1,71 sobre cada real. Equipe que pouco venceu fora de casa no Brasileirão, o Atlético geraria o ótimo lucro de 498%, se conseguir se impor como visitante. Mas se ambos somarem apenas um ponto, placar favorável ao Botafogo, o investidor fica com R$ 3,51/R$ 1.

Fantasma do rebaixamento

E são cada vez maiores as chances de o Internacional cair para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro pela primeira vez. O Colorado, que recebe o Cruzeiro, no domingo, às 17h (horário de Brasília), não pode pensar em outro resultado senão a soma de três preciosos pontos, quando aqueles que acreditam no Inter levariam a bagatela de R$ 1,83 por R$ 1. Mas se a Raposa ganhar no Sul e tornar ainda mais dramática a situação dos gaúchos, o retorno sobre o triunfo mineiro é de 422%, ante 353%, no empate.

Confira, abaixo, as projeções do Oddsshark.com/br para os demais confrontos da 37ª rodada do Brasileirão:

26/11 – 20h: (R$ 4,47) América Mineiro x Sport (R$ 1,78) – Empate: R$ 3,52
27/11 – 17h: (R$ 2,05) Atlético Mineiro x São Paulo (R$ 3,42) – Empate: R$ 3,41
27/11 – 19h30: (R$ 2,49) Figueirense x Fluminense (R$ 2,84) – Empate: R$ 3,14
27/11 – 19h30: (R$ 2,18) Santa Cruz x Grêmio (R$ 3,30) – Empate: R$ 3,21
28/11 – 20h: (R$ 2,10) Coritiba x Vitória (R$ 3,46) – Empate: R$ 3,27