Recentemente Eric Cantona detonou a Fifa e a organização da Copa do Mundo com críticas bem embasadas e contundentes, mas sua contribuição com a discussão de assuntos relevantes em torno do futebol não para por aí. O ex-jogador lançará no início de junho, pouco antes do início do Mundial, o documentário Looking for Rio, em um festival em Londres organizado pela Anistia Internacional. O filme falará sobre o surgimento e a evolução dos quatro grandes do Rio de Janeiro e de suas rivalidades, mas não ficará só nisso, apresentando também a relação do carioca com o esporte, sobretudo nos assuntos que cercam a realização da Copa aqui no Brasil.

>>> Não vai ter Copa, pelo menos para 242 mil famílias que ainda não têm energia elétrica

Nesta segunda, o trailer de Looking for Rio foi divulgado, e os quase seis minutos de imagens, que abordam especialmente a insatisfação da população com a realização da Copa do Mundo, a elitização dos estádios e o afastamentos das camadas mais pobres das arquibancadas, nos deixaram ansiosos pelo produto final, que tem participação de algumas personalidades como Juca Kfouri e Romário, ambos no vídeo.

A fala de Cantona que talvez melhor transmita a mensagem do trailer está perto do final do vídeo, quando o francês fala da necessidade de se manter as classes menos abastadas próximas dos estádios e do esporte em si: “É uma pena, porque é esse tipo de torcedor que faz o futebol, que tem crianças que jogarão futebol, porque maioria dos jogadores vem de áreas pobres. Porque não se trata apenas de habilidade. Habilidade é 50%. Os outros 50% são mentalidade. E, mentalmente, onde eles aprendem a lutar é na rua. Todos os melhores jogadores, Maradona, Pelé, Messi, Ronaldo, Ronaldinho, qualquer um, todos vêm de áreas pobres. E é esse tipo de gente, esse tipo de jovem, precisa ir mais aos estádios, e não ver futebol na TV.”

Confira o trailer de Looking for Rio: