O Chelsea foi amassado pelo Atlético de Madrid na última Liga dos Campeões, quando os Colchoneros passaram por cima do time de José Mourinho em pleno estádio Stamford Bridge na semifinal. O que fazer, então? Buscar reforços desse time. Diego Costa, o principal jogador do Atlético na temporada, e Filipe Luís, que jogou muito bem, foram contratados pelo clube inglês e reforçarão duas posições que o time precisava trazer jogadores de peso. As duas contratações foram confirmados nesta terça e quarta.

O ataque do Chelsea é um problema não é de hoje. Em 2011, o time contratou Fernando Torres, mas o espanhol nunca vingou como se esperava. Nenhum dos outros atacantes que chegou depois conseguiu dar conta. Quem segurou a onda até quando saiu foi Drogba, que deixou o clube após o título da Liga dos Campeões em 2012. O time procura um substituto, mas nem Eto’o, nem Demba Ba foram suficientes. E como Mourinho não quis aproveitar Lukaku, teve que se contentar com quem estava lá.

O desempenho do ataque do Chelsea em 2013/14 foi muito abaixo do que se espera de um time desse nível. Nem Torres, nem Eto’o nem Demba Ba convenceram, tanto que o artilheiro do time na temporada foi Eden Hazard, com 17 gols. Diego Costa chega para fazer o papel que nenhum desses jogadores conseguiu. Demba Ba – que foi para o Besiktas – e Samuel Eto’o já deixaram o clube e Lukaku voltou. Assim, Mourinho terá à disposição para a posição Diego Costa, Lukaku e Torres, sendo que o último ainda é especulado para sair.

Não se pode esperar que Diego Costa repita pelo Chelsea o que fez pelo Atlético de Madrid na última temporada. Foi o melhor ano da carreira do atacante, igualando a melhor de Falcao García. O time precisará se adaptar ao time, e ele ao futebol inglês e às ideias de Mourinho. Vale lembrar o quanto a Espanha sofreu para se adaptar a Diego Costa e não conseguiu. No Atlético, seu crescimento foi gradual e Diego Simeone soube como aproveitar o melhor dele quando surgiu a oportunidade de colocá-lo como centroavante, sem Falcao García ao seu lado.

No caso de Filipe Luís, ele chega para a posição de Ashley Cole, que ficou sem contrato. O lateral esquerdo não vinha sendo do mesmo nível que já foi e com Filipe Luís, que mostrou nesta temporada a sua qualidade defensiva e ofensiva, chega com moral e dará qualidade ao time por aquele lado. Considerando que o time tem Ivanovic para jogar pela direita, o time deve ficar com uma linha defensiva muito forte com Cech no gol, Ivanovic, Cahill, Terry e Filipe Luís.

O Chelsea entra novamente na temporada como um dos times para ficar de olho. Se o futebol da última temporada não foi vistoso e ficou até abaixo do que se esperava, o time foi semifinalista da Liga dos Campeões e terceiro colocado na Premier League. Desta vez, com mais tempo, a tendência é que os resultados melhorem. A cobrança, ao menos, já aumentará.

VOCÊ PODE SE INTERESSAR TAMBÉM:

- Mandzukic é ótima reposição para Diego Costa no Atlético de Madrid

- Por que a transferência de David Luiz interessa a Chelsea, PSG e ao jogador