Quem esperava para este domingo o primeiro tropeço do Chelsea se decepcionou. Os Blues não tomaram conhecimento do Liverpool e golearam o atual campeão europeu em Anfield por 4 a 1 – a maior derrota dos Reds em casa nos últimos 36 anos. Foi a oitava vitória do time de José Mourinho em oito partidas disputadas no atual Campeonato Inglês.

A goleada serviu para calar o técnico dos Reds, Rafa Benítez, que havia provocado o adversário após o empate entre os dois times no meio de semana, pela Liga dos Campeões. O espanhol havia dito que o Chelsea ‘tremia’ quando encarava o Liverpool.

O começo de jogo foi lento, e a partida só teve sua primeira emoção aos 27 minutos, quando Djimi Traoré derrubou Didier Drogba na área. Frank Lampard converteu o pênalti e colocou o Chelsea na liderança. Aos 36, Steven Gerrard empatou para o Liverpool, após cobrança de escanteio. Ainda no primeiro tempo, os Blues voltaram à liderança. Drogba deu um drible humilhante em Sami Hyypia e passou para Damien Duff marcar.

No segundo tempo, o jogo diminuiu de ritmo. Aos 19 minutos, Drogba novamente esteve envolvido em um gol do Chelsea: o marfinense ganhou em velocidade da defesa dos Reds e chutou. O goleiro Reina defendeu, mas o rebote sobrou para Joe Cole, que marcou. O quarto gol dos Blues também começou com Drogba, que fez o cruzamento para Geremi marcar.

Com o resultado, o Chelsea abre nove pontos de vantagem para o segundo colocado Charlton. Já o Liverpool amarga a 13ª posição – mas disputou dois jogos a menos que a maioria das equipes.