Ah, Manaus! Ah, Brasília! Ah, Cuiabá! O governo gastando bilhões em estádios para a Copa do Mundo, e alguns deles em cidades que nem têm times de futebol fortes para sustentar ou justificar tamanho investimento. Sim, um absurdo. Mas não é inédito. Várias Copas do Mundo já tiveram suas sedes não-futebolísticas. E o resultado dessas escolhas extravagantes foram dos mais diversos.

Acesse a página especial do Tema da Semana clicando aqui