wolverhampton

5 times que não ganharam o Mundial, mas foram chamados de melhor do mundo

Ainda não houve nenhuma confirmação. No entanto, Sepp Blatter indicou que o Palmeiras deverá ser reconhecido como “campeão mundial” pela conquista da Copa Rio de 1951. Os méritos dos alviverdes são inegáveis na campanha, enfrentando grandes clubes da América do Sul e da Europa. A palavra da Fifa vem mais como uma chancela oficial para o título, mesmo que não seja necessariamente equiparado ao atual Mundial de Clubes.

LEIA MAIS: Por que a Taça Rio foi importante independente de ser Mundial ou não

O Palmeiras, contudo, não é o único clube que se considerou o melhor do time do mundo por um feito alcançado décadas atrás. O futebol existe muito antes das atuais competições internacionais terem surgido. E não dá para menosprezar a força dessas equipes em tempos nos quais a mundialização do esporte era praticamente nula. Alguns, reconhecidos posteriormente – como o Vasco, vencedor do Torneio Sul-Americano de Clubes de 1948. Outros, que sequer tiveram essa chance.

O tema desta semana resgatará exatamente essas histórias. Clubes que se consideraram o melhor do mundo ou do continente, mas que não tiveram uma Liga dos Campeões, uma Libertadores ou um Mundial de Clubes para assinalar o auge – ou mesmo torneios que possam ser equiparados. Grandes esquadrões que merecem ser lembrados, ainda que a história dos principais torneios os deixe relegados.

Segunda-feira: Wolverhampton

O clube que mais se tornou notável pela fama que conquistou como “campeão do mundo”. Após conquistarem o Campeonato Inglês, os Wolves venceram o Honvéd, que era conhecido como o melhor time da época, e foram aclamados pela imprensa local pelo feito. A partida serviu de inspiração para a criação da Copa dos Campeões da Europa.

Terça-feira: Sparta Praga

O Sparta de Ferro era um rolo compressor no futebol tchecoslovaco no início da década de 1920 e passou uma década sem ser derrotado como mandante. A coroação veio com a conquista da primeira Copa Mitropa, o grande torneio da Europa Central antes da criação da Champions.

Quarta-feira: New York Cosmos

No papel, o Cosmos teve um dos melhores elencos do mundo durante a década de 1970: Pelé, Beckenbauer, Chinaglia, Carlos Alberto. O time jogava para dar show na NASL, mas faltavam oportunidades de realizar amistosos contra os outros grandes clubes do mundo na época.

Quinta-feira: Corinthian

O Corinthian nunca abriu mão de sua condição amadora, mesmo com o profissionalismo sendo regulamentado no futebol inglês em 1888. Ainda assim, o clube londrino ficou conhecido como uma grande força pela forma como humilhou os principais campeões do país. E espalhou sua fama por outros cantos do planeta, graças aos amistosos que fazia.

Sexta-feira: River Plate x Torino

La Maquina do River Plate foi um dos times mais dominantes da América do Sul na década de 1940. Enquanto isso, a Europa via o Grande Torino brilhar no futebol italiano e se impor contra os esquadrões que o desafiassem. O encontro, no entanto, só aconteceu depois da morte dos jogadores grenás, em uma partida beneficente para ajudar as famílias das vítimas.